“Véio da Havan” oferece R$ 100 mil por pistas que levem a criminosos que atearam fogo em estátua

Oferta foi feita em vídeo que remete a faroeste; incêndio ocorreu em 31 de dezembro em São Carlos

Luciano Hang fez vídeo onde oferece recompensa - Foto: Reprodução

O empresário Luciano Hang, dono da Havan, divulgou, nas redes sociais, um vídeo no qual oferece recompensa de R$ 100 mil para quem der pistas que levem identificação da autoria do atentado contra a estátua da loja em São Carlos.

No vídeo, que já circula nas redes sociais, o próprio empresário, vestido como cowboy, faz a oferta. A imagem remete ao clima de faroeste norte-americano. “Procura-se: quem queimou a estátua de São Carlos”, diz o empresário, no vídeo.

Em seguida oferece a recompensa de 100 mil reais a quem revelar o paradeiro do suposto criminoso. “Estamos em busca do responsável que causou o ataque terrorista, queimando nossa estátua da liberdade em São Carlos (SP). Você tem provas? Sabe quem foi? Entre em contato pelo telefone 0800 765 5571, forneça as informações e se a polícia constatar que é verídico, vamos pagar o valor de R$ 100 mil”, contou Hang. “É isso mesmo. Como se fazia no velho oeste”, completou.


O empresário também afirma no vídeo que está comprovado, pelo laudo da polícia, que o incêndio foi criminoso.

O caso

O incêndio à estátua da Liberdade da havan em São Carlos ocorreu na terça-feira (31) e foi criminoso, de acordo com laudo divulgado pela Polícia Civil de São Paulo. Até o momento, os autores não foram identificados.

A estátua, feita de acrílico, foi totalmente consumida pelo fogo, que durou cerca de 20 minutos. A ação ocorreu por volta das 5h.