Ribeirão é melhor do que o Estado de São Paulo e o Brasil na geração de empregos

Dados do Caged referem-se ao acumulado de 12 meses, no período de julho de 2021 a junho de 2022

Ribeirão Preto| Foto - Secretaria de Turismo de Ribeirão Preto

Ribeirão Preto gerou 132.240 postos de trabalho nos ultimos 12 meses considerando o período de julho de 2021 a junho de 2022. Os números foram divulgados nesta quinta-feira, 28, pelo Caged, Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados.

Considerando as demissões, que somam 116.734, o saldo total foi de 15.606 empregos, o que corresponde a uma variação relativa de 7,37% no período. Os números apontam que o município obteve melhor desempenho que o Estado de São Paulo, com variação relativa de 6,67%, e o Brasil, com 6,09%.

“Ribeirão Preto mais uma vez desponta no estado e no país como uma cidade de oportunidades. São números muito relevantes, que representam a força da economia e do mercado de trabalho local”, comemora o prefeito Duarte Nogueira.

Outro dado positivo constatado foi que Ribeirão Preto gerou 18.891 empregos a mais do que no período pré-pandemia. Ou seja, houve crescimento de 9,06% em relação a janeiro de 2020, mês considerado anterior ao início da pandemia da Covid-19.

No mês de junho, Ribeirão fechou com 10.899 admissões e 10.297 desligamentos, mantendo assim saldo positivo de 605 empregos gerados.

Os setores que mais criaram oportunidades em junho foram o de serviço, com 6.413 admissões, 5.899 desligamentos e saldo positivo de 514 postos de trabalho, seguido do de comércio, com 2.858 admissões, 2.673 desigamentos e saldo de 185 postos de trabalho.

Nenhuma postagem para exibir