Prefeitura de Franca dá auxílio emergencial de R$ 300 durante pandemia

Prefeito da cidade anunciou medida, que irá beneficiar mil pessoas na cidade

Alexandre Ferreira, prefeito de Franca - Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

O prefeito de Franca, Alexandre Ferreira (MDB) usou sua página na rede social para divulgar detalhes sobre o Programa Renda Franca. Na página da Prefeitura da cidade ainda não houve divulgação oficial do projeto. A intenção da proposta é criar cursos e uma rede de networking para geração de trabalho. Quem for aprovado para integrar esse projeto vai receber auxílio financeiro no valor de R$ 300. Essa quantia vai beneficiar 1 mil pessoas e para receber, a pessoa terá de realizar capacitação em cursos oferecidos pelo governo municipal

O dinheiro vai ser pago por meio de conta bancária. “Vai ser feito sem condição de fraude. Para participar, é preciso ter 85%, no mínimo, de presença nos cursos. E não é só estar lá, é preciso que a pessoa aproveite. Vai haver seleção sistemática. Queremos que as pessoas encontrem vagas de trabalho e possam ter renda”, explicou Alexandre Ferreira.

Ele comentou que o número de 1 mil beneficiados pode variar, sendo aumentado. A intenção também é que o público atendid seja flutuante, com a meta de que os beneficiários consigam trabalho e possam sair do programa.

Critérios

Entre os critérios para participar, é preciso que as pessoas tenham 18 anos ou mais; precisa residir em Franca há mais de 3 anos; estar desempregado há mais de seis meses; ter rendimento de meio salário mínimo per capita na família; pessoas com deficiência na família; não ter outro integrante familiar no programa Renda Franca; e mulheres que são chefe de família e estão sem trabalho.

Na quarta-feira (24), a Prefeitura vai lançar os cursos e toda a grade de atividades do programa. Enquanto isso, o projeto para criação do programa estará na mãos dos vereadores para apreciação e votação. O projeto de lei criando o Vale Renda Franca foi assinado na manhã desta segunda-feira (22) e encaminhado para a Câmara de Vereadores. Durante o anúncio feito hoje, alguns parlamentares participaram do ato.

As inscrições para o programa só começarão a ser feitas depois que houve a divulgação da grade de cursos e o projeto tiver sido aprovado na Câmara. Durante a coletiva, Alexandre Ferreira não detalhou os custos e o impacto financeiro da proposta.

Fonte: f3 notícias

Nenhuma postagem para exibir