Pastor é suspeito de estuprar criança de 12 anos em Araraquara

Vítima foi abusada durante quatro anos; caso foi descoberto após mãe decidir se separar do homem

Foto: PixaBay.

Um pastor, 45, é o principal suspeito de ter estuprado uma adolescente, 12, ao longo de quatro anos, em Araraquara. A vítima denunciou os abusos para a mãe, após esta anunciar que iria se divorciar do homem. Caso será investigado

De acordo com o boletim de ocorrência, os abusos começaram em 2017, logo no início do relacionamento entre o pastor e a mãe da jovem, que na época era apenas uma criança de oito anos. Ao se mudar para a casa da vítima, o homem passou a agredir a garota e o irmão de dez anos. 

Segundo a mãe da vítima, as agressões ocorreram enquanto ela trabalhava no período noturno. A mulher relatou que o homem agredia os filhos com chutes e xingamentos, além de abusar sexualmente da menina. No início, a família morava na cidade de Assis e se mudou várias regiões até voltar para Araraquara. 

O filho mais novo chegou a contar para a mãe que viu o pastor deitado de conchinha, se esfregando na irmã. A mulher contou que também já havia percebido os olhares do marido em direção a sua filha e que chegou a levar a garota para o trabalho quando saia de casa, para que ela não ficasse sozinha com o homem. 

A mãe disse ainda que chegou a questionar o pastor sobre as suspeitas, mas ele negou as acusações.

Pastor 

Ainda de acordo com a mulher, o pastor parecia ser uma boa pessoa quando estava na igreja, mas em casa era violento e cometia agressões físicas e verbais. No caso da jovem, ele chegou a acariciar as partes íntimas da menina e a esfregar o genital em seu corpo. Com o passar da idade, o homem passou a estuprar a adolescente. 

A menina vai passar por exames para confirmar os abusos. O caso foi registrado na Polícia Civil de Araraquara e será investigado.

Nenhuma postagem para exibir