Mais de 67 toneladas foram retiradas de residências de acumuladores em 2020

Com uma ação de limpeza e apoio por mês, poder público atendeu 12 casos de acumulação no ano passado; ações serão mantidas em 2021

Funcionários da prefeitura retiram lixo da casa de acumulador - Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

Em 2020, a Prefeitura de Ribeirão Preto realizou, por meio do Comitê Intersecretarial de Atenção às Pessoas em Situação de Acumulação, 12 ações de limpeza e apoio a acumuladores na cidade. No total, foram mais de 67,5 toneladas de resíduos e materiais recicláveis das residências.

Segundo Kelly Cristina da Silva, coordenadora do Comitê Intersecretarial, três das 12 ações foram realizadas por amigos e familiares de acumuladores, com apoio e orientação dos órgãos públicos. “Uma experiência que deu muito certo e se mostrou positiva para todos os envolvidos”, declarou.

Os critérios adotados pelo Comitê para avaliar os casos e estabelecer prioridade de atendimento a acumuladores são o grau de risco à saúde, a idade da pessoa a ser atendida e a situação da residência.

“Há casos em que mesmo a pessoa sendo mais jovem precisa ser atendida com urgência, devido à situação de risco da casa”, complementa a coordenadora.

Para 2021, a previsão é manter os atendimentos e também realizar uma ação por mês. Na próxima semana, o Comitê Intersecretarial de Atenção às Pessoas em Situação de Acumulação vai se reunir para definir a data da ação de janeiro.

Nenhuma postagem para exibir