Homem é ameaçado ao impedir incêndio em terreno no Jardim Ouro Branco

Empresário estava indo para sua casa quando avistou um homem tentando colocar fogo em um lote de vegetação; suspeito estava com um facão

Empresário tenta impedir que homem colocasse fogo em um terreno no Jardim Ouro Branco. Foto: Pixabay
Continua depois da publicidade

Um homem de 33 anos foi preso em flagrante após foi ter ateado fogo em um terreno, na noite desta quarta-feira (21), no Jardim Ouro Branco, zona Leste de Ribeirão Preto, causando queimada. O suspeito foi surpreendido e abordado por um empresário de 39 anos, que na tentativa de impedir a ação foi ameaçado por um facão.

Segundo Boletim de Ocorrência, o empresário estava indo para sua casa quando deparou com o homem, com um isqueiro, ateando fogo em um terreno. O local era cercado por alambrado e estava tomado por vegetação seca. Nos fundos do lote também há uma mata nativa e dos lados, há duas transportadoras.

O empresário advertiu o homem para que não continuasse a atear fogo. O suspeito indagou se o homem era polícia e “o que tinha a ver com o que ele estava fazendo” e colocou a mão na cintura, simulando estar armado. O empresário se antecipou e deu um tapa no rosto do indiciado, que caiu no chão.

Ainda de acordo com o registro, no momento que caiu, o homem sacou um facão e tentou golpear o empresário. Ele não conseguiu acertar a vítima porque chegou uma outra pessoa, um serralheiro de 36 anos. Na intervenção, o serralheiro acabou sendo atingido pelo golpe do facão, “que só não provocou um lesão grave, pois vestia uma jaqueta”.

Ameaça

O homem acabou sendo detido pelo empresário e serralheiro, que acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. O suspeito percebeu as ligações e disse para não chamar a polícia, pois ele “estava devendo cinco anos”. Em tom ameaçador afirmou que “iria ficar ruim para o empresário se ele fosse preso”.

A Polícia Militar chegou ao local e conduziu o indiciado para a Central de Polícia Judiciária, onde recebeu voz de prisão em flagrante. O homem foi indiciado pelos crimes de causar poluição de qualquer natureza, lesão corporal e ameaça.

Queimada

Os bombeiros conseguiram debelar o fogo, mas cerca de mil metros quadrados da vegetação do lote foram queimados. Com isso grande quantidade de fumaça foi exalada, além da fuligem espalhada pelo vento para os imóveis das redondezas.

Segundo o Corpo de bombeiros, a queimada é extremamente perigosa, pois pode causar enormes incêndios. Ela também acarreta a diminuição ainda maior da umidade do ar, “a qual nos dias atuais se encontra em nível alarmante, o que por si só já prejudica a saúde, principalmente das pessoas que possuem problemas respiratórios”.

Nenhuma postagem para exibir