Grupo Thathi flagra ex-funcionários do Daerp fazendo ligação ilegal de água no Jardim Zara

Superintendente do Daerp estava assistindo Thathi Repórter e mandou fiscais ao local; multa a dono do imóvel é superior a R$ 4 mil

Programa Thathi Repórter flagrou "gato" no Jardim Zara - Foto: Reprodução

A reportagem do Grupo Thathi de Comunicação flagrou, na manhã desta quarta-feira (8), três homens realizando uma ligação irregular de água e esgoto no Jardim Zara, zona Leste da cidade. O superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, estava acompanhando o programa e enviou uma equipe ao local. Foi constatado o gato. Os fiscais impediram a concretização do gato e o proprietário do imóvel foi autuado em 150 Ufesps (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo), o equivalente a R$ 4.141,50, pela ligação irregular de água.

Durante o programa Thathi Repórter, o jornalista Corrêa Junior fazia uma entrada ao vivo no bairro quando percebeu a ação de três homens. As imagens foram ao ar ao vivo (confira vídeo abaixo) e foram vistas por Duarte, que enviou uma equipe de servidores ao local para verificar o caso.

Os fiscais foram ao local e se depararam com três pessoas trabalhando na realização de uma ligação clandestina de esgoto, sendo dois ex-funcionários (aposentados) do Daerp. Segundo informação do usuário, no local havia uma fossa que estava sendo desativada e seria feita a ligação de esgoto, mas sem solicitação do serviço ao Daerp. Os fiscais solicitaram o fechamento da vala e a recolocação do asfalto no local.

Depois de impedirem a realização da ligação clandestina de esgoto os fiscais chegaram à ligação de água e constataram que o imóvel não possuía hidrômetro e a ligação estava direta da rua. Foi feita a checagem do cadastro e constatado que o fornecimento de água do imóvel estava cortado.

O usuário foi intimado a comparecer ao Daerp para regularizar a ligação de água e verificar a situação do esgoto além de ser multado em R$ 4.141,50 por manusear sem autorização o hidrômetro. O Daerp também cobrará a diferença das contas do usuário dos últimos 60 meses, além dos custos para fechar a vala e fazer a reposição asfáltica no local.
843 autuações em 2019

Autuações

O Daerp realizou em 2019 843 autuações por irregularidades em ligações de água e esgoto. Deste total, 163 são referentes a ligações clandestinas. De acordo com o chefe da fiscalização, José Renato Vasquez de Miranda, a fiscalização tem intensificado o trabalho para combater as irregularidades, atendendo determinação da superintendência da autarquia.

As ações são baseadas em levantamento de consumo do usuário e em denúncias anônimas. “É muito importante que a população denuncie, porque o Daerp e os próprios usuários estão sendo lesados por este tipo de ação”, concluiu Miranda.