Golpe telefônico deixa idosa sem dinheiro em Ribeirão Preto

“Nenhum momento eu desconfiei, não tinha como eu não acreditar que não fosse realmente da Caixa”, disse a senhora em entrevista ao Grupo Thathi

Maria Ivânia, vítima do golpe - Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

A idosa Maria Ivânia foi vítima de um golpe telefônico envolvendo dados bancários em Ribeirão Preto. Segundo ela, os criminosos tinham todas as suas informações pessoais, o que não levantou nenhuma suspeita por parte da vítima. 

“Eu não sei o que aconteceu que ele sabia tudo sobre a minha pessoa, onde eu fiz compra um mês atrás, três meses atrás, eles sabiam o CEP da minha residência, meu nome, eu acreditei que fosse a Caixa que estava mandando buscar meus cartões aqui em casa”, afirmou a idosa em entrevista ao Grupo Thathi.

Segundo ela, os responsáveis pelo golpe ligaram a primeira vez dizendo que estavam realizando compras em uma loja de varejo em Osasco. A idosa então solicitou o bloqueio da compra e, através de seu telefone fixo, ligou para a Caixa. 

Maria Ivânia afirmou que foi atendida por uma mulher, que passou um número de protocolo e afirmou que um outro agente iria efetuar os cancelamentos. O homem então, ao entrar em contato com a vítima, pediu detalhes dos cartões.

“Em nenhum momento eu desconfiei, por todo o histórico que ele me deu. Não tinha como eu não acreditar que não fosse realmente da Caixa. Quando eu voltei para a sala, eu falei ‘alô’ e não tinha ninguém na linha, e eu entrei em pânico”, explicou a vítima. 

Após o golpe, Maria Ivânia conta que foi chorando para a casa de uma vizinha, que recomendou o contato com a Polícia. Sem nenhum dinheiro na conta, a senhora não vai receber nenhum retorno financeiro da Caixa. 

“Minha pensão do INSS cai na segunda-feira, e quando eu cheguei lá a moça disse que não tinha nada na conta. A Caixa pediu 10 dias para me dar a resposta se ia devolver meu dinheiro ou não, e infelizmente falaram que não iam devolver”, concluiu. 

Até o fechamento desta matéria, nenhum criminoso foi identificado, e nenhum suspeito foi detido. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

Nenhuma postagem para exibir