Escolas de Serrana suspendem aulas após morte de diretora pela Covid-19

Silvia Helena de Castro Martins Sanjulião, 47, estava internada na Santa Casa de Cajuru; ela procurou o serviço de saúde após apresentar tosse intensa

Serrana suspendeu as aulas após a morte da diretora de uma escola da rede pública do município pela Covid-19. Silvia Helena de Castro Martins Sanjulião, 47, teve seu óbito confirmado após complicações geradas pelo novo coronavírus.

Ela estava internada na Santa Casa do município de Cajuru, depois de dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na cidade onde morava, no último dia 10. A servidora procurou o atendimento médico no momento em que apresentou tosse intensa.

A infecção se deu ainda nas férias, sendo assim, não teve contato com nenhuma pessoa da comunidade escolar desde que manifestou os sintomas. Ela atuava nos últimos três anos como diretora na escola Jardim D. Pedro I.

A paralisação foi feita para homenagear a servidora que trabalhava há mais de 20 anos no serviço público de Serrana. Vale lembrar que as escolas do município estão funcionando com 50% da capacidade, em sistema de rodízio.

A Prefeitura de Serrana, em nota publicada na rede social, prestou homenagem a Silvia. Na publicação havia uma imagem e um texto afirmando o pesar. “Em homenagem à Silvia Helena de Castro Martins Sanjulião, servidora pública desde o ano 2000”.

Amigos da vítima também se manifestaram, afirmando ser ela uma pessoa dedicada e alegre. “A Rede Municipal de Ensino de Serrana está em luto pela perda de uma profissional dedicada, amiga maravilhosa e que irradiava alegria e amor pela vida. Silvia Castro você vai nos deixar uma saudade imensa. Sou grata pela oportunidade de conhecer e trabalhar com você. Meus sentimentos aos familiares, aos amigos e colegas de trabalho”, diz o texto.

As aulas foram suspensas até nesta sexta-feira (20) e devem retornar na próxima segunda. Em decorrência do Projeto S, a profissional estava vacinada com as duas doses da vacina.