Documentário produzido em Ribeirão Preto vai ser exibido de forma gratuita no Cineclube Cauim

As sessões são de segunda à sexta-feira, às 19h30 e aos sábados e domingo às 15h30 e às 19h30

Documentário 1538ºC – The Iron Human

O documentário 1538ºC – The Iron Human, produzido pela Grattitude Films, começa a ser exibido nessa semana pela Cineclube Cauim. O longa, que conta a história do triatleta e empresário Sergio Buonaroti, baleado em 2011 durante um assalto, entra em cartaz no próximo dia 10 de dezembro.

Para atender a demanda, o filme será exibido todos os dias. De segunda à sexta-feira, sempre às 19hs30min. Aos sábados e domingos, em dois horários: às 15hs30min e às 19hs30min.

As sessões vão ocorrer, a princípio, até o dia 22 de dezembro, podendo voltar em cartaz no mês de janeiro de 2022.

É importante frisar que a entrada é gratuita, aberta para toda a população.

O filme

Com uma hora e quarenta minutos de produção, o filme é um relato fiel da história de superação vivida por Sérgio. O drama relata os momentos de dor vividos pelo personagem e pela família, além das dificuldades em conseguir readquirir movimentos básicos como voltar a andar e também reaprender a mastigar, já que Buonaroti ficou meses sendo alimentado através de sonda.

Quando deixou o Hospital das Clínicas Unidade de Emergência, Sérgio pesava 39 quilos, um pouco mais da metade do peso atual.

Crime

No dia seis de agosto de 2011 o empresário Sérgio Tadeu Buonarotti foi baleado por um assaltante durante um treino de ciclismo em uma rodovia que integra o anel viário de Ribeirão Preto. Sérgio foi encaminhado à Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE) onde ficou durante 4 meses sob os cuidados da equipe médica do Doutor Professor da USP, Sandro Scarpelini, sendo que neste primeiro período de internação, aproximadamente 3 meses, o paciente permaneceu em estado de coma.

Recuperação

A recuperação, desde o incidente, durou cerca de 6 anos, o paciente passou por 64 cirurgias no total, sendo a última realizada em São Paulo pelo Doutor e também professor da USP, Edivaldo Utyieda. Durante todo este processo, Sérgio perdeu o rim esquerdo, o baço, a vesícula, partes do pâncreas, partes do fígado, partes do intestino e também perdeu uma parcela significativa do estômago. Foram realizadas 138 transfusões, totalizando mais de 60 litros recebidos pelo paciente.

Sequelas

As sequelas deveriam ter sido múltiplas e definitivas, como até a perda das capacidades de andar, ouvir, enxergar e falar. No entanto, além de ter escapado da morte durante os 6 anos de idas e vindas ao hospital e dezenas de procedimentos cirúrgicos, Sérgio teve uma recuperação espantosa para os padrões convencionais da medicina e no mês de maio de 2017 concluiu uma prova de Iron Man em Florianópolis com as distâncias de 3,8km de natação, 180km de ciclismo e mais 42km de corrida. É uma história de superação de um paciente, de uma equipe médica e de toda uma família.

Título

O filme/documentário vai se chamar “1538ºC – The Iron Human”: Esta é a temperatura de fusão do ferro, um dos componentes sólidos mais resistentes da natureza. O título se remete ao nome da prova Iron Man (homem de ferro em português) e também ao fato de que o protagonista teve a resistência e a resiliência para suportar condições clínicas extremas, como se fosse realmente alguém feito de ferro.

Nenhuma postagem para exibir