Decisão da Justiça determina retorno parcial do transporte coletivo em Ribeirão Preto

O motorista que não seguir com a determinação será multado diariamente em R$ 1 mil

Ônibus coletivo de Ribeirão Preto - Foto: Reprodução

Uma determinação da Justiça contra a greve de motoristas determina o retorno parcial das frotas de ônibus nesta quarta-feira (26), em Ribeirão Preto. Segundo o documento, a frota, já reduzida em razão da pandemia, deve ser de 50% nos horários de pico e 35% nos demais.

O trabalhador que não seguir com a determinação será multado em R$ 1 mil por dia de não cumprimento da ordem estabelecida. No entanto, a partir desta quinta-feira (27), o transporte coletivo será suspenso até o dia 31 de maio, por conta da fase restritiva emergencial contra a Covid-19, decretada pela prefeitura.

“A manutenção de percentual mínimo de trabalhadores e de atendimento à comunidade deve ponderar o interesse público e a possibilidade do exercício do direito de greve, com as consequências daí advindas para os utentes cidadãos, por conta e razão mesma aludida ponderação”, diz a liminar.

Greve

Na manhã desta segunda-feira (24), motoristas do transporte público de Ribeirão Preto anunciaram a paralisação dos serviços. A causa seria o atraso no pagamento do vale (adiantamento salarial) e da vacinação contra a Covid-19.

Nenhuma postagem para exibir