Câmara Municipal de Franca decide se processo de decoração natalina vai ser investigado

A sessão extraordinária acontece na manhã desta terça-feira (14)

Decoração de Natal de Franca - Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Vereadores de Franca irá decidir se uma apuração será feita para descobrir se houve irregularidades com a decoração de Natal da cidade. A decisão foi tomada em uma reunião que teve início às 9h desta terça-feira (14).

Esta sessão extraordinária foi marcada após moradores notarem a reutilização de ornamentos do natal anterior, diante disso eles protocolaram um pedido na Casa de Leis. O presidente da Câmara, Claudinei da Rocha (MDB), solicitou que a sessão fosse feita com urgência.

Entenda o caso

O projeto “Natal da Esperança” foi aprovado em outubro pela Câmara dos Vereadores, através de uma lei municipal que disponibilizou um valor de R$ 960 mil a uma série de projetos. O dinheiro foi retirado da Fundação Esporte, Arte e Cultura (Feac).

Esse valor seria destinado para diversas áreas, entre elas o projeto de iluminação para o Natal, além do valor disponibilizado a Acif investiria mais R$ 260 mil. A decoração começou a ser colocada no fim de novembro em locais como: a praça Nossa Senhora da Conceição, Barão, Carlos Pacheco e Bandeiras, a caixa d’água da Avenida Abraão Brickmann, a rotatória da Avenida Miguel Sábio de Melo, o Colégio Champagnat e a Praça Sabino Loureiro.

Porém, a árvore de Natal instalada no centro da cidade é a mesma usada na decoração do ano anterior, esse reaproveitamento causou discussão nas redes sociais. Após a polêmica, a Acif confirmou que a árvore usada é a mesma do ano interior.

Outra crítica feita pela população foi o alto custo da decoração em uma época de crise econômica causada pela pandemia. Por causa de todo o alarde, o prefeito Alexandre Ferreira (MDB) ordenou que fosse aberto um inquérito para investigar se os valores gastos e o preço dos objetos usados são compatíveis.

Nenhuma postagem para exibir