Calopsita morre após ter pata arrancada por mordida do dono em Ribeirão

Ave estava internada em uma clínica veterinária da cidade e morreu na noite desta quinta-feira (21); homem vai responder por maus-tratos a animais

Calopsita deve ter parte que sobrou do osso retirada em cirurgia - Foto: Reprodução

A calopsita que teve a pata arrancada por uma mordida do próprio dono, dentro de um bar de Ribeirão Preto, morreu na noite desta quinta-feira (21). A ave estava internada em uma clínica veterinária da cidade e deveria passar por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. O acusado responderá por maus-tratos.

O caso ocorreu na noite de terça-feira (19), quando Na noite de terça, o homem levou o animal até um bar, no Centro da cidade. No local, o dono da ave, aparentemente alterado, começou a dançar com a calopsita nos ombros. Com os movimentos bruscos, o bicho tentou voar, mas foi capturado pelo acusado que, na sequência, acabou mordendo e arrancando a pata dela.

Uma testemunha que é funcionária do bar acionou a Polícia Militar depois de ver a ave sofrendo a agressão. “Ele mordeu e arrancou a perna dela. Aí nós chamamos a polícia” disse a denunciante, em entrevista à Record TV Ribeirão.

Os PMs levaram a calopsita até uma clínica, na zona Sul de Ribeirão Preto, onde uma tala foi colocada na pata da ave. Posteriormente o animal passaria por uma cirurgia, quando seria retirada a parte do osso que sobrou, mas não resistiu e morreu.

Nenhuma postagem para exibir