Após anúncio de cloroquina, médicos pedem para sair do comitê de combate ao covid-19 em Sertãozinho

Médicos afirmam que decisão desafia parecer técnico; prefeitura não comentou

Zezinho Gimenez - foto: Luan Porto

Quatro médicos infectologistas entregaram, nesta quarta-feira (22), uma carta na qual pedem desligamento do comitê de combate ao covid-19 de Sertãozinho. Os médicos tomaram a decisão por discordarem do protocolo, anunciado ontem pelo prefeito da cidade, Zezinho Gimenez, que inclui a cloroquina entre os protocolos de atendimento oferecidos pela rede municipal de saúde da cidade.

No documento, os médicos afirmam que um parecer técnico elaborado pelos médicos deixou claro que não existem resultados científicos que justifiquem o uso da cloroquina, e que o medicamento pode ainda ter efeitos adversos, sendo desaconselhado, de acordo com o parecer, para uso em Sertãozinho.

A nota é assinada pelos infectologistas Marília Borsari, Renata Abduch, Sheila Teodoro e Victor Franco Oba. “Os médicos que assinam esta, com o intuito de resguadar a saúde da população, se colocam à disposição de esclarecimentos relacionados ao combate da pandemia de covid-19”, afirmam, em nota.

Parecer

Contrariando o parecer, entretanto, em pronunciamento publicado nas redes sociais nesta terça-feira (21), Gimenez afirmou que ele mesmo usou o medicamento, quando apresentou sintomas da doença, mas ressaltou que a indicação deverá ser feita por um profissional da área médica.

“Coube a mim essa difícil decisão, […] decidimos pela orientação do Ministério da Saúde quanto a utilização da cloroquina a azitromicina para o tratamento precoce da covid-19”, afirmou Gimenez no vídeo.

Procurada, a prefeitura informou que ainda não foi notificada oficialmente sobre o pedido de desligamento dos médicos do Comitê Técnico Covid-19, mas que já tinha conhecimento sobre o posicionamento contrário dos infectologistas sobre a implantação do novo protocolo. “De qualquer maneira, a Prefeitura dará sequência ao novo protocolo medicamentoso precoce seguindo todas as orientações do Ministério da Saúde”, ressaltou a assessoria de imprensa da prefeitura.

Nenhuma postagem para exibir