Agora vai, parte II. Retomada obra do viaduto da avenida Brasil sobre a Thomaz Alberto Whately

Máquinas já iniciaram os trabalhos na avenida; investimento total supera os R$ 19 milhões

Na semana passada foi retomada a obra do viaduto na avenida Brasil sobre a Thomaz Alberto Whately que beneficiará o trânsito da região Norte de Ribeirão Preto, cujo fluxo no horário de pico é de cerca de seis mil veículos por hora e mais de 50 ônibus do transporte público. O valor total que será investido no viaduto é de R$ 19.441.235,95.

A nova empresa responsável pela obra é a Autem Engenharia Ltda, que assinou a Ordem de Serviço em abril, realizando a limpeza do local e preparação do canteiro de obras e demarcações das intervenções que serão realizadas no decorrer dos trabalhos. A partir de sexta-feira, dia 20 de maio, foi implantada a terra armada, para a construção dos muros de acesso ao viaduto.

“Este viaduto faz parte do conjunto de obras de arte do programa Ribeirão Mobilidade. É mais investimentos, empregos e melhor mobilidade para Ribeirão Preto se desenvolver ainda mais”, destacou o prefeito Duarte Nogueira.

Com nove metros de altura em seu ponto mais alto e 110 metros de extensão, serão 30 mil m² de pavimentação, 200 toneladas de aço, 1,5 quilômetro de drenagem e dez mil m³ de aterro. Essa obra se interliga diretamente ao viaduto que está sendo construído na avenida Brasil sobre a Mogiana, que passará por cima daquela rotatória em direção ao alargamento da ponte da linha férrea.

Com a conclusão do viaduto, deixa de existir a rotatória que interligava as avenidas e que atualmente, nos horários de pico, causa um fluxo intenso naquela região, beneficiando os moradores dos bairros Ribeirão Verde, Jardim. Aeroporto, Avelino Palma, Adelino Simioni, Heitor Rigon, Distrito Empresarial, Quintino Facci I e II, Tanquinho, Vila Elisa, Vila Brasil e os passageiros do Aeroporto Leite Lopes.

Nenhuma postagem para exibir