Acesse também: NOVA BRASIL    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

Rádio 79 AM

RIBEIRÃO PRETO – SP





Nenhum evento encontrado!

Home Cidade

Cidade

MP denuncia 96 servidores de Barretos por esquema de picaretagem milionário

O Ministério Público, por meio da atuação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Promotoria de Justiça de Barretos, ofereceu 16 denúncias contra 96 servidores da Prefeitura Municipal de Barretos, por crimes de peculato e organização criminosa. As denúncias foram recebidas por decisões da 1ª Vara Criminal da Comarca de Barretos. Segundo o apurado, os denunciados teriam se beneficiado com o desvio de grandes quantias mediante fraudes em holerites de servidores previamente aliciados, em caso que ficou conhecido como “Partilha-Holerites Premiados”. O esquema teria contado com a participação orquestrada de mais de 100 agentes públicos. Os valores dos desvios objeto das 16 denúncias alcançam R$ 7.265.301,85. Com o recebimento das denúncias, houve deferimento de medidas cautelares, como suspensão do exercício de função pública, proibição de acesso e frequência a prédios públicos municipais e proibição de contato com testemunhas, servidores responsáveis pelos procedimentos administrativos e outros integrantes da organização criminosa. A primeira fase da Operação “Partilha/Holerites Premiados”, em conjunto com a Delegacia Seccional de Polícia de Barretos, ocorreu em abril de 2019, com cumprimentos de mandados de prisão, busca e apreensão e constrições patrimoniais. A segunda fase da operação, também com apoio da Delegacia Seccional, foi deflagrada em maio do mesmo ano, oportunidade em que houve oferecimento de uma primeira denúncia, contra nove pessoas, por integrarem organização criminosa. Já em dezembro de 2020 houve deflagração da terceira fase, marcada pela atuação conjunta do Gaeco, da Promotoria de Justiça de Barretos e do Setor de Competência Originária Criminal da Procuradoria-Geral de Justiça, com apoio da Polícia Militar (CPI´s 03 e 05, 09º e 11º BAEP) e da Polícia Civil (Seccional de Barretos), e participação de 21 promotores de Justiça, 13 servidores do MPSP, 63 viaturas, 205 policiais militares e 21 policiais civis. Na ocasião, as autoridades cumpriram 73 mandados de busca e apreensão, assim como o afastamento cautelar do então prefeito em exercício. Os processos prosseguem com o recebimento das denúncias, sem prejuízo da continuidade de apuração da conduta de outros servidores beneficiados ou que integraram, em qualquer escalão, a organização criminosa, bem como, sem prejuízo de providências na área do patrimônio público.

Motociclista cai sozinho e acaba em estado grave na zona Sul de RP

Acidente ocorreu no Jardim Botânico; na zona Norte, mais um motociclista ficou ferido em colisão

Mulher flagrada dançando de biquíni em cima de carro faz noite de selfies em...

Caso ocorreu na noite desta segunda-feira (18)m na avenida Padre Nelson Romão; mulher convidou cinco garotas de Ribeirão Preto para uma casa noturna da cidade

Irmão de prefeito de Pontal é afastado de cargo público em ação por nepotismo

Para Promotoria, há afronta a entendimento do STF

Carro invade casa e deixa dois feridos em Ribeirão

Acidente ocorreu na noite deste domingo (17), no bairro Parque dos Lagos; suspeita é de que motorista estava embriagado

Vídeo | Onça-parda é encontrada em fábrica de São Carlos

Animal foi resgatado e devolvido à natureza, após passar por exames clínicos, na manhã deste domingo (17)

Motorista perde controle e carro acaba dentro do córrego em Franca

Acidente ocorreu na manhã deste sábado (16), após o acelerador do veículo travar, na avenida Antônio Barbosa Filho; motorista não se feriu

Mulher embriagada atropela criança de 5 anos em Ibaté

Acidente ocorreu neste sábado (16), no bairro Jardim Cruzado; apesar do acidente, menina passa bem

Número de jovens na Fundação Casa cai pela metade em seis anos em SP

Total de jovens internados em agosto era de 5.176

Jovem morre após colidir em viaduto na Rodovia Armando de Salles Oliveira

Acidente aconteceu na zona rural de Sertãozinho; a suspeita é de que a vítima teria dormido ao volante