Você se acha muito inteligente? Organização está à caça de superdotados em Ribeirão

Os testes são do tipo culture fair, independentes da língua falada e conhecimentos específicos; exame deve ser pago

Teste aplicado pela Mensa para identificar superdotados - Foto: Divulgação

A Mensa Brasil, organização britânica criada em 1946 direcionada a pessoas superdotadas, está realizando testes para identificar brasileiros que se encaixam na categoria neste sábado (28) em 15 cidades do país, entre elas Ribeirão Preto. Haverá testes, que devem ser pagos, para verificar quem se enquadra na categoria.

Na etapa atual, o teste está sendo destinado a pessoas acima de 17 anos cursando ou já tendo cursado o ensino superior, aplicado em grupos de 5 a 10 participantes, mas de forma individualizada e supervisionada por um profissional da psicologia. Os testes são do tipo culture fair, independentes da língua falada e conhecimentos específicos.

Além de Ribeirão Preto, as provas serão realizadas às 10h da manhã deste sábado em Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), São José dos Campos (SP), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Campinas (SP), São Paulo (SP), Belém (PA) e Belo Horizonte (MG).

Segundo a entidade, pessoas superinteligentes representam 2% da população mundial, sendo definidas por um quociente de inteligência (QI) muito elevado — no Brasil, acima de 131.

Como é o exame?

Não há detalhes sobre o exame para evitar que candidatos decorem o processo: contando com explicações, execução do teste e finalização, a duração total fica em cerca de uma hora. A Mensa tem, atualmente, 145 mil membros. A última rodada de testes, em março, identificou 19 brasileiros superdotados. A média de QI da população brasileira é de 100 pontos, com variação de 15 para mais ou para menos.

Caso você esteja interessado no exame de admissão, a taxa de inscrição é de R$ 98, com a possibilidade de realizar a avaliação individualmente em datas e cidades diferentes, mas o custo sobre para R$ 148. As inscrições podem ser feitas até a próxima sexta-feira (27), às 12h, neste link ou via e-mail: testes@mensa.org.br.

Por que fazer o teste?

O objetivo da organização é utilizar a identificação dos indivíduos superdotados para democratizar o acesso à informação e o conhecimento das pessoas sobre suas próprias capacidades cognitivas: os superinteligentes têm um olhar diferenciado do mundo, se comportando de maneira diferente e sendo suscetíveis a rótulos e estigmas, como cobranças excessivas e baixa aceitação em grupos.

Não há um perfil psicológico definido para identificar os superdotados, sendo algo relativo ao funcionamento individual e passível de se expressar em diversas áreas, mas algumas características são comuns, segundo a organização: entre elas, raciocínio rápido, facilidade para resolver problemas criativamente, boa memória, atenção e observação aguçadas, liderança, alteridade e empatia e sensibilidade emocional.

Nenhuma postagem para exibir