Pixabay

O resultado, pelo segundo ano consecutivo, foram nomes simples, curtos e bíblicos. A pesquisa foi feita entre os 7.658 Cartórios de Registro Civil brasileiros responsáveis por registrar os nascimentos dos quase 2.5 milhões de recém-nascidos

Helena e Miguel ficaram na liderança. Miguel, com 28.301 registros entre os homens, e Helena, com 21.890 entre as mulheres.

Outros nomes masculinos

Gael, que até 2019 não figurava na lista dos 50 nomes mais escolhidos e, em 2020, passou a ocupar a 10ª posição da lista oficial dos Cartórios brasileiros.

Em 2021 já é o terceiro nome mais escolhido entre os meninos. O mesmo se aplica a Theo, 36º em 2019, sexto em 2020 e agora na sétima colocação.

Davi superou seus concorrentes Davi Luca e Davi Lucca e se firmou na nona colocação. Novas tendências como Noah, Ravi, Isaac e Anthony começam a aparecer na lista dos 50 mais entre os meninos.

Tendência feminina

Os nomes bíblicos e curtos também são tendência entre as mulheres.

Eloa e Liz, pela primeira vez ranqueados entre os nomes mais buscados entre as meninas.

Preferência nacional, Helena segue à frente entre os mais escolhidos, seguido por Alice, Laura, Valentina e Heloísa, tendo entra elas apenas a variação de Marias, com destaque para Maria Alice, Maria Clara, Maria Cecília e Maria Julia. Sophia, Maite e Antonella também despontam como novidades.

Registros de todo o país

Os dados completos catalogados pelos Cartórios brasileiros integram o Portal da Transparência do Registro Civil, administrado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), que reúne a base de dados de nascimentos, casamentos e óbitos registrados pelas unidades presentes em todas as 5.570 cidades brasileiras.

“Talvez pela situação que vivemos nos últimos dois anos, a escolha por nomes bíblicos tenha se acentuado, com a busca das pessoas por esperança e conforto diante das adversidades”, avalia Gustavo Renato Fiscarelli, presidente da Arpen-Brasil.

Regionalidade

O ranking dos nomes mais registrados permite ainda encontrar realidades regionais marcantes no país.

Em três Estados do Nordeste o nome mais registrado foi feminino, com Maria Alice em Pernambuco, Maria Cecília em Alagoas e Maria Alice na Paraíba.

Em quatro estados da região — Maranhão, Rio Grande do Norte, Piauí e Ceará -, João Miguel foi o mais escolhido. Miguel dominou as escolhas no Sul, Centro-Oeste e em parte do Sudeste, São Paulo e Minas Gerais, enquanto Gael foi o nome mais escolhido no Acre, no Amapá e na Bahia.

Veja o ranking completo:

10 NOMES MAIS FREQUENTES

MIGUEL
28.301

ARTHUR
26.655

GAEL
23.973

HEITOR
22.368

HELENA
21.890

ALICE
20.381

THEO
19.863

LAURA
18.448

DAVI
18.304

GABRIEL
17.159

10 NOMES MASCULINOS MAIS FREQUENTES

MIGUEL
28.301

ARTHUR
26.655

GAEL
23.973

HEITOR
22.368

THEO
19.853

DAVI
18.304

GABRIEL
17.159

BERNARDO
15.935

SAMUEL
15.563

JOÃO MIGUEL
13.254

10 NOMES FEMININOS MAIS FREQUENTES

HELENA

21.890

ALICE
20.381

LAURA
18.448

MARIA ALICE
14.677

VALENTINA
11.643

HELOÍSA
11.355

MARIA CLARA
10.980

MARIA CECÍLIA
10.850

MARIA JULIA
10.235

SOPHIA
10.163

Informações : Arpen e Portal Transparência dos Cartórios