Roberto Jefferson aparece em vídeo pedindo a expulsão e xingando embaixador chinês de “macaco”

Nas imagens, que circula as redes sociais, o presidente do PTB tem armas nas mãos na medida em que faz as ofensas

Presidente do PTB, Roberto Jefferson Foto: Reprodução/ Rede Social

Em um vídeo que circula as redes sociais, o presidente do PTB e também ex-deputado federal, Roberto Jefferson chamou de “macaco” e pediu a expulsão do embaixador chinês Yang Wanming do Brasil, nesta quinta-feira (22).

Nas imagens é possível ver Jeferson empunhando nas mãos duas armas, que são constantemente movimentadas, atrás de uma bandeira do Brasil, com uma camisa jeans, um colete verde militar e, no rosto, óculos redondo. Ao fundo, é possível ouvir vários barulhos de tiro.

Em sua fala ele diz que Wanming que implantar uma ditadura comunista no Brasil, mesmo exercendo funções apenas diplomáticas no Brasil. Além disso, ataca a esquerda do país associando o uso de armas para que a ideologia fosse afastada.

“Eu entendo que esse monopólio do uso da força do Estado, foi uma tentativa da esquerda de nos desarmar, de nos impedir que nós a repelíssemos. Os comunistas como esse chinês que tem que ser expulso, o presidente tem que manda-lo embora”, afirma o ex-parlamentar e, mais adiante o chama de “macaco”.

Jefferson, apesar de denunciar o escândalo do Mensalão, foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a perda de seu mandato, em 2005, além de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Ele é um importante membro do Centrão que, até o momento, figura na base de apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele já chegou a participar de uma live junto ao chefe do Executivo Federal e exerce poder de pressão frente ao Planalto.

Nenhuma postagem para exibir