Preso por matar a mulher grávida e a enteada, caseiro é encontrado morto na cadeia

Polícia Civil irá investigar causa da morte; ele aguardava julgamento pelos crimes que cometeu

Wanderson Potácio - Foto: Divulgação

Preso por matar a mulher, que estava grávida de quatro meses, uma enteada e um fazendeiro, o detento Wanderson Protácio, 21, foi encontrado morto, na madrugada desta terça-feira (18) dentro da cela que ocupava no presídio de Aparecida de Goiana. A suspeita é de que o acusado tenha cometido suicídio.

Em 28 de novembro, Wanderson, a namorada, Raniere Aranha, e a enteada, Geysa Aranha, passaram o dia na casa da sogra, em Corumbá. No fim da tarde, a mulher foi levá-los em casa, em uma fazenda distante cerca de 25km do local onde estavam.

Lá, durante a noite, Wanderson usou um facão para assassinar a mulher grávida e a enteada. Após matar mãe e filha, o autor trancou a porta da casa, foi até uma propriedade vizinha, furtou um revólver com seis munições e foi até uma outra residência, onde atirou na cabeça do fazendeiro Roberto Clemente de Matos. Ele ainda tentou estuprar a esposa de Roberto e atirou contra o ombro da vítima.

Prisão

Wanderson foi preso em 4 de dezembro de 2021 após se entregar para a polícia. Ele chegou a invadir outra chácara, mas acabou convencido a se entregar pela proprietária do imóvel. Após a prisão, Wanderson prestou depoimento na 3ª Delegacia Regional de Polícia de Anápolis e foi conduzido ao presídio da mesma cidade, onde aguardava julgamento.

Agentes carcereiros encontraram Wanderson sem vida e a perícia irá determinar a causa da morte. “O preso, que estava sozinho na cela, foi encontrado pendurado com um lençol no pescoço. Ele cumpria pena por homicídio. O ocorrido também foi repassado à Polícia Civil para as investigações pertinentes. O Instituto Médico Legal foi até o local para a retirada do corpo e demais procedimentos.”, informou o departamento penitenciário do Estado de Goiás, em nota.

Nenhuma postagem para exibir