Prefeito do Rio, Marcelo Crivella é preso em operação da Polícia Civil

Político foi preso por volta das 6h em sua casa, na Barra da Tijuca; operação investiga esquema de corrupção

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro - Foto: AgÊncia Brasil
Continua depois da publicidade

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, foi preso e encaminhado na manhã desta terça-feira (22) à Delegacia Fazendária do Rio, em um carro da Polícia Civil. Ele foi preso em uma ação conjunta entre a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ). Além dele, foram presos também o empresário Rafael Alves, o delegado aposentado Fernando Moraes, o ex-tesoureiro da campanha de Crivella, Mauro Macedo, além de outro empresário identificado como Adenor Gonçalves dos Santos.

O prefeito foi um dos alvos de uma ação da Polícia Civil e Ministério Público do Rio de Janeiro que investiga um esquema de corrupção na cidade. A ação é um desdobramento da Operação Hades, que investiga um suposto ‘QG da Propina’ na Prefeitura do Rio.

Crivella foi preso em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, por volta das 6h. Crivella chegou à Cidade da Polícia por volta das 6h30. Em declarações feitas à imprensa, antes de entrar na Delegacia Fazendária, o prefeito se disse vítima de perseguição política, afirmou que, em seu governo, combateu a corrupção e afirmou querer justiça.

Nenhuma postagem para exibir