Polícia mata homem e coloca fim a sequestro de 37 reféns em ônibus no RJ

Sequestrador se identificou como policial militar e acabou abatido pelo Bope; nenhum refém ficou ferido

Ônibus sequestrado na Ponte Rio Niterói - Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia do Rio de Janeiro matou, por volta das 9h15 desta terça-feira (20), um sequestrador que mantinha 31 reféns em um ônibus na Ponte Rio Niterói, no Rio de Janeiro. Outros seis reféns foram libertados antes. A informação foi confirmada pelo porta-voz da PM. “A operação foi um sucesso. O objetivo desejado era preservar todas as vidas mas infelizmente eles não nos deixou outra opção, foi necessário disparar contra ele para preservar a vida de inocentes”, informou o coronel Mauro Fliess, porta-voz da PM, ao portal de notícias UOL.

A página oficial da PM no twitter também confirmou a informação. “O tomador de Refém foi neutralizado por um atirador de precisão do Bope e todos os reféns foram libertados ilesos”, diz a nota.

Ainda não identificado, o sequestrador tomou o ônibus por volta das 6h. Ele estava armado com facas, revólveres e explosivos. Ele obrigou o motorista a atravessar o coletivo na pista, na altura do vão central. O ônibus sequestrado é da Empresa Galo Branco, Linha 2520, que faz o trajeto Jardim Alcântara, em São Gonçalo, até o Estácio, no centro da capital.

O atirador

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o sequestrador teria se identificado como policial militar e teria dito que estava com gasolina, ameaçando incendiar o coletivo. Além dos 31 reféns que foram libertados com a morte do homem, duas mulheres passaram mal antes e foram liberadas pelo sequestrador. Elas já receberam atendimento médico, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde delas.

Com Agência Brasil

 

Nenhuma postagem para exibir