PMs perseguem carro e resgatam mulher nua em estado de choque

Vítima tinha sido agredida e ameaçada pelo motorista do veículo, que é seu marido

Imagem ilustrativa/Pixabay

Um homem de 31 anos foi preso na noite dessa terça-feira (7/9) suspeito de agredir e ameaçar a mulher, de 28 anos, em Urucuia, no Norte de Minas Gerais. O caso foi descoberto pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv), que perseguiu o carro que o rapaz dirigia após passar em alta velocidade pela viatura. Ao interceptar o veículo, os militares encontraram a vítima nua lá dentro, além de estar em estado de choque.

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher, após ser acalmada, contou que naquela tarde o marido chegou na residência do casal após ter ingerido bebida alcoólica na casa de amigos. Os dois tiveram uma discussão e a vítima decidiu ir para a casa da mãe, mas teve o telefone celular confiscado pelo homem, que ainda perseguiu a esposa com o carro, dizendo que iria matá-la.

Quando a mulher passava próximo ao cemitério de Urucuia, o marido desceu do carro e a arrastou para o interior do local, onde a empurrou contra os túmulos e tentou estrangulá-la. Foi nesse momento que o suspeito rasgou as roupas da esposa e a jogou no automóvel. Os policiais só suspeitaram do veículo quando o motorista passou em alta velocidade próximo à viatura, que conseguiu emparelhar e dar ordem de parada.

Armas

Durante a conversa com os militares, a mulher também revelou que o marido tinha armas guardadas em casa. A guarnição, então, foi até a residência e encontraram 21 cartuchos de revólver calibre 22 e outros três cartuchos vazios de espingarda. Materiais para recarga de cartuchos também foram encontrados.

Uma espingarda foi encontrada em um pasto próximo à residência do casal. O homem, no entanto, não tinha registro do armamento.

Para não ser preso, ele disse que estava arrependido do que fez e afirmou que brigou com a esposa por ciúmes. O homem também acusou a mulher de ter furtado R$ 200 de sua carteira.

O homem foi preso por ameaça e agressão com violência doméstica, além de posse ilegal de arma de fogo. Ele também se recusou a passar pelo teste do bafômetro e teve a carteira de habilitação apreendida. O carro foi liberado para um outro condutor habilitado.

O caso foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Unaí.

Informações: Correio Braziliense

Nenhuma postagem para exibir