PM aponta arma para o rosto de colega policial após discussão no Centro de SP

Motivo da ameaça foi atraso de cinco minutos na troca do turno; autor da ameaça foi preso

Policiais brigando no centro de São Paulo - Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Um soldado da Policial Militar (PM) apontou a arma para a cabeça de um cabo, superior hierárquico dele na própria PM, depois de uma discussão em via pública no Centro de São Paulo. O caso ocorreu durante a manhã na região da Rua Santa Ifigênia, conhecida pelo comércio popular, com trânsito intenso de pedestres e veículos.

O motivo da briga foi o atraso de 3 minutos na troca de turno do almoço entre os policiais que faziam patrulhamento na região.
De acordo com a polícia, o soldado que aponta a arma foi quem atrasou e a reação contra o colega, que é cabo, aconteceu quando ele foi informado que o atraso seria relatado ao comando superior.

O autor da ameaça foi preso em flagrante delito pelo crime de ameaça (artigo 223 do Código Penal Militar) e violência contra superior qualificada pelo uso de arma (artigo 157 do Código Penal Militar) e será conduzido ao Presídio Militar Romão Gomes.

Outro lado

Em nota, a Polícia Militar esclareceu que classifica como “gravíssima e repulsiva” a ocorrência do início da tarde desta sexta-feira (4), na região de Santa Ifigênia, no centro da Capital, onde um policial ameaça outro com arma em punho, em via pública.

“A atitude viola frontalmente os valores fundamentais da Instituição, especialmente a disciplina, a hierarquia, o profissionalismo, a honra e a dignidade humana, exigindo assim punições severas, na medida de sua gravidade”.

Por se tratar de crime militar, todas as circunstâncias em que os fatos se deram estão sendo apuradas pela autoridade competente, em sede de polícia judiciária militar.

Nenhuma postagem para exibir