Músico que ficou infértil por causa da Covid recupera espermatozóides

Achou que o sonho de ter um filho tinha acabado

Arquivo pessoal

O sonho que parecia distante, voltou a ser realidade para o músico Alessandro Ribeiro, de 42 anos, que descobriu que ficou infértil devido às complicações causadas pela Covid-19, no ano passado.

Graças a um tratamento com vitaminas que fez por 90 dias após a descoberta da condição, Alessandro conseguiu reverter o que a Covid havia estragado.

Ao portal G1, o médico que o acompanha, Condesmar Marcondes, disse que a recuperação era incerta, mas que ele “rezava pelo resultado positivo”.

Já Alessandro comemorou a sua nova conquista. “Fiquei extremamente feliz e de forma alguma imaginei que isso [reversão] ia acontecer. Achei que o sonho de ter um bebêzinho tinha acabado.”

O caso

A esposa do músico Alessandro Ribeiro Inácio tem endometriose severa. Por isso, os dois tentam realizar o sonho de ter o primeiro filho há sete anos e, em junho do ano passado, se preparavam para passar por uma inseminação artificial, quando foram diagnosticados com Covid-19.

Quando recebeu alta do hospital após ficar 18 dias internado na UTI, sem intubar, e outros cinco dias na enfermaria, o músico descobriu que neste período havia tido um derrame pleural no pulmão, trombo pulmonar e pegou duas bactérias hospitalares. Mas, não parou por aí. Duas semanas depois, Alessandro decidiu voltar à clínica de fertilização para retomar os procedimentos para a inseminação artificial com sua esposa e o espermograma apontou que ele estava infértil.

Antes de contrair Covid-19, o espermograma do músico apontava índice de cerca de 80% de vitalidade, ou seja, espermatozoides vivos. Após a recuperação da Covid-19, o número não chegava a 1% do total.

Informações : MSN

Nenhuma postagem para exibir