Morre o jornalista Saulo Gomes, aos 91 anos

Saulo sofreu um infarto em casa, na madrugada desta quarta-feira (23), em Ribeirão Preto (SP)

Continua depois da publicidade

Morreu, na madrugada desta quarta-feira (23), aos 91 anos, o escritor e jornalista Saulo Gomes. Gomes foi vítima de um infarto enquanto dormia. A TV Thathi apresentará nesta quarta, às 19h, um programa especial em homenagem ao jornalista.

Atualmente, o jornalista ocupava a cadeira 28 da Academia Ribeirão-pretana de Letras. Entre os livros publicados por ele está “Pinga-Fogo com Chico Xavier”. Foi, ainda o repórter investigativo mais famoso do Brasil nas décadas de 1970 e 1980.

Saulo Gomes é considerado um dos mais renomados repórteres do rádio e da televisão brasileira. Ao longo da carreira, ele se destacou com o jornalismo investigativo, tendo iniciado as atividades em 1958, graças aos diversos casos de mortes e chacinas no Rio de Janeiro, promovidos pelo Esquadrão da Morte.

História

Em 1960 desvendou, em primeira mão, o misterioso Crime da Fera da Penha que ganhara repercussão nacional. Foi ele quem inovou ao introduzir o uso do helicóptero nas reportagens jornalísticas, em 1967.

A família chegou a divulgar expectativa para que o velório ocorresse na Câmara Municipal de Ribeirão Preto, mas por conta de eventos previamente agendados no Legislativo, a despedida acontecerá, a partir de 12h30, no Velório Memorial Campos Elíseos- sala Diamante. O corpo será velado até às 10h desta quinta-feira (24) e, de lá, segue para ser cremado.

Nenhuma postagem para exibir