Mãe de criança com pilha presa no nariz luta para conseguir com que filho fosse atendido

Após quatro horas de aguardo pela vaga, Laura decidiu realizar uma postagem no Facebook, suplicando por ajuda

Por cerca de 12 horas, Laura Soares e seu filho Davi foram forçados a ficar aguardando por uma vaga na Santa Casa de Franca, para que uma pilha fosse retirada do nariz do garoto.

Enquanto sua mãe estava no expediente de trabalho, Davi ficou na casa de sua vó brincando no quintal, e foi aí que ele se deparou com o pequeno objeto de metal e acabou por o inseri-lo na própria cavidade nasal.

Davi começou a espirrar, e por volta das 11h30, sua família já havia o levado para o Pronto-Socorro infantil (PSI), onde foi atendido e logo em seguida teve um requisito de vaga aberto para a Santa Casa de Franca, no entanto, o hospital estava lotado.

Completamente preocupada e aterrorizada com a situação do filho, após ficar quatro horas aguardando por uma vaga, Laura decidiu realizar uma postagem no Facebook, suplicando por ajuda.

“Estou aqui nesse ‘Janjão’ com meu filho, que está com uma bolinha no nariz, esperando vaga para Santa Casa há mais de quatro horas, que está superlotada. Observação: a bolinha pode descer para o pulmão e meu filho pode morrer aqui mesmo. Descaso total”

A publicação na rede social acabou não tendo o efeito esperado por Laura, e por volta das 18h, a mãe e filho foram informados que a especialista médica dessa área, só iria atendê-los às 9h do domingo.

Após a liberação do PSI, Laura tomou a decisão de ir até a Santa Casa para tentar conquistar uma vaga direto na recepção do hospital. Junto dos internautas que testemunharam sua publicação, Laura acabou conseguindo com que a médica atendesse seu filho. Davi teve a pilha retirada de seu nariz e passa bem.

Nenhuma postagem para exibir