Justiça manda soltar Lula; saída da prisão pode acontecer a qualquer momento

Petista é condenado foi condenado por corrupção em duas instâncias, e também pelo STJ, mas ainda pode recorrer; em liberdade

Luiz Inácio Lula da Silva: ex-presidente irá ser transferido para São Paulo Foto: Agência Brasil
Continua depois da publicidade

Um dia depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar o fim da prisão após segunda instância, o juiz federal Danilo Pereira Junior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, atendeu ao pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e determinou sua soltura imediata. A tendência é que isso ocorra ainda nesta sexta-feira (8).

Com a decisão da magistrado, Lula deixará a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba após 580 dias preso. Ele foi condenado, em três instâncias, a 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, mas ainda pode tentar recorrer ao STF.

Com a decisão do STF, Lula poderá recorrer em liberdade até que se esgotem todos os recursos aos tribunais superiores, o chamado trânsito em julgado. O STJ, que confirmou a condenação no caso do tríplex do Guarujá, analisa embargos de declaração movidos pela defesa do ex-presidente contra a sentença do tribunal.