Jovem indigena tem garganta perfurada por pássaro e dirige moto por 9 km até conseguir ajuda

Caso ocorreu no Mato Grosso; pássaro morreu ao ser retirado do corpo do índio

Pássaro não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo - Foto: Acervo Pessoal

Um jovem indígena de 23 anos viveu uma situação inusitada enquanto dirigia sua motocicleta: ele foi atingido por um pássaro e teve o pescoço perfurado pelo bico do animal, mas conseguiu dirigir nove quilômetros com o animal preso ao corpo até conseguir atendimento.

O caso ocorreu no último sábado (24) em Barra do Bugres (MT), e o jovem pilotou, por uma estrada vicinal, até chegar à sua aldeia. Lá, recebeu atendimento e chegou a desmaiar por conta da dor.

Depois de a família fazer o primeiro atendimento, ele foi levado a uma Unidade Básica de Saúde que fica na própria aldeia e onde, finalmente, o pássaro foi retirado do seu pescoço. O jovem foi então levado a um hospital da região, onde recebeu mais cuidados médicos.

Médicos

Aos médicos, o índio contou que tinha ido a uma cidade próxima realizar um trabalho como artesão e retornava para a aldeia quando teve que parar a moto para esperar que a poeira gerada por um carro baixasse.

Ao sair com a moto, foi atacado pelo pássaro, que bicou a garganta dele. O pássaro, como um bico muito grande, acabou furando a região e ficou preso no corpo do homem.

O pássaro, entretanto, não resistiu e acabou morrendo durante o processo de retirada. Tratava-se de uma ariramba-preta, de nome científico Brachygalba lugubris, pássaro conhecido justamente pelo bico longo.

Nenhuma postagem para exibir