Imagem ilustrativa

Na última semana, a Promobot (empresa estadunidense de robótica) anunciou que pagará US$ 200 mil (cerca de R$ 1,1 milhão) para quem ceder os direitos de uso do próprio rosto para uma nova linha de robôs. As informações são da imprensa internacional.

A empresa não faz exigências sobre gênero ou idade. O único requisito é que deve ser um “rosto amigável”, já que as máquinas irão trabalhar com o atendimento ao público em hotéis e shoppings.

A Promobot informou, por meio de nota, que a nova linha de robôs será lançada em 2023 na América do Norte e Oriente Médio.

Informações: MSN