Eleições 2022 | 59% não votariam em Bolsonaro de forma nenhuma, diz Datafolha

Índice de rejeição é o maior registrado até então; pesquisa contou com participação de mais de dois mil entrevistados e tem margem de erro de dois pontos percentuais

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro atingiu o maior índice de rejeição entre os eleitores na última publicação da pesquisa Datafolha, nesta sexta-feira (9). De acordo com levantamento, 59% não votariam no político de forma nenhuma. Em maio, esse índice era de 54%. 

O Datafolha entrevistou presencialmente 2.074 pessoas com 16 anos ou mais, de 146 cidades brasileiras, nos dias 7 e 8 de julho. E a margem de erro é de dois pontos percentuais. 

Os participantes foram questionados ainda sobre outros possíveis candidatos e o ranking da rejeição apresenta o ex-presidente Lula (PT) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), empatados, em segundo lugar, com 37%. 

Em seguida, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 31% de rejeição, e o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 23%.

Pandemia 

O estudo mostrou ainda que 56% dos entrevistados classificaram a gestão de Bolsonaro durante a pandemia como ruim ou péssima – o maior índice de insatisfação desde o início da pandemia. Em maio esse índice era de 52%. 

Além disso, o número de pessoas que consideram o desempenho do governo durante a pandemia caiu de 27% para 21%. Já entre os que acreditavam que a gestão era boa ou ótima, saiu de 21% para 22%. 

Outro índice que cresceu foi o de brasileiros que acreditam que Bolsonaro é o principal culpado pelo agravamento da pandemia no Brasil. Esse número saiu de 39%, em maio, para 46% da população, de acordo com a pesquisa. 

Lula em vantagem 

Ainda de acordo com a pesquisa, Lula aparece em vantagem em relação ao presidente em dois cenários para o primeiro turno. Entre os eleitores, 46% disseram ter intenção de votar no petista, contra 25% que votariam em Bolsonaro. Em terceiro lugar aparece Ciro Gomes com variação de 8% a 9% das intenções de voto. Já no segundo turno, Lula tem 58% das intenções, contra 31% de Bolsonaro.

Nenhuma postagem para exibir