China registra mais de 1.000 mortes pelo novo coronavírus

Foi a primeira vez que o número de mortes ultrapassou 100 em um dia

Foto: Reuters-Nguyen Huy Kham
Continua depois da publicidade

A Comissão Nacional de Saúde da China informou que mais 108 pessoas morreram pelo novo coronavírus nesta segunda-feira (10), elevando o número de mortes no país para 1.016.

Alguns casos de morte foram registrados fora de Hubei, a província mais afetada, incluindo as cidades de Pequim e Tianjin. Foi a primeira vez que o número de mortes ultrapassou 100 em um único dia.

Autoridades sanitárias chinesas também disseram que 2.478 pessoas foram confirmadas com a infecção, aumentando o total de pacientes no país para 42.638.

Segundo informações da ONU (Organização das Nações Unidas), há mais de 43 mil casos da doença confirmados no mundo, espalhados por 24 países. A maioria das infecção estão dentro da China, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número equivale a 99% de toda a incidência mundial.

COVID-19

A Organização Mundial da Saúde definiu nesta terça-feira (11), o nome dado para a doença respiratória provocada pela infecção da nova cepa do coronavírus, até então identificado como 2019-nCoV, ele deverá ser identificado como COVID-19.

A nome precisa seguir diretrizes internacionais que pedem para não fazer referência a uma localização geográfica, um animal, um indivíduo ou grupo de pessoas. É também necessário que seja pronunciável e tenha alguma relação com a doença.

Novas medidas de combate ao novo coronavírus

Nesta terça-feira (11), o Comitê do Partido Comunista em Hubei anunciou que as duas principais autoridades sanitárias da província haviam sido demitidas.

Nenhum motivo foi dado, mas acredita-se que elas tenham sido responsabilizadas pela propagação do vírus.

Já autoridades municipais de Wuhan, na província de Hubei, disseram ter proibido que pessoas com febre busquem tratamento em instituições médicas fora dos distritos em que vivem.

A infecção foi confirmada em mais de 1,5 mil pessoas em Wuhan, somente nessa segunda-feira. A cidade trabalha para prevenir o alastramento do vírus por meio da restrição de circulação de pessoas.

*Emissora pública de televisão do Japão