Reprodução

Uma criadora de gatos foi encontrada parcialmente comida pelos seus 20 felinos com pedigree depois de passar mal e morrer em sua casa, em Bataysk (Rússia), sem o conhecimento de ninguém.

A polícia acredita que ela estava morta havia duas semanas quando finalmente o seu corpo cercado pelos animais foi encontrado.

A descoberta só foi feita depois que uma funcionária da empresa onde a mulher trabalhava chamou a polícia quando não conseguiu entrar em contato com o criadora, segundo a imprensa russa.

“Os gatos foram deixados sozinhos por duas semanas”, afirmou um especialista em resgate de animais que cuidou de alguns dos gatos, da raça Maine Coon, após o recente e trágico incidente. “Não havia comida, então o que mais comer? É compreensível, né? Eles comeram o que havia”, acrescentou.

Boa parte dos gatos apreendidos já está em novas residências.

A raça tem porte grande e é originária do estado do Maine (EUA). É a terceira mais popular no mundo.