Bebê morre ao ser mergulhado três vezes na água durante cerimônia de batismo

O padre responsável pela cerimônia foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar; usuários da internet criaram uma petição online para exigir mudanças no ritual de batismo

Imagem ilustrativa - foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Um bebê de seis meses morreu, na última segunda-feira (1°), ao sofrer uma parada cardíaca depois de ser mergulhado na água benta três vezes durante uma cerimônia de batismo de uma Igreja Ortodoxa na cidade de Suceava, na Romênia.

O recém-nascido chegou a ser levado rapidamente para um hospital da região, mas faleceu horas depois. Segundo o exame de autópsia, a parada cardíaca foi causada pela presença de água nos pulmões.

O padre responsável pela cerimônia foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Devido ao ocorrido, usuários da internet criaram uma petição online para exigir mudanças no ritual de batismo.

Após o incidente, Vasile Banescu, porta-voz da Igreja, recomendou que os padres, a partir do ocorrido, comecem a realizar o ritual de batismo com o uso de borrifador de água ou derramando o líquido na criança. Porém, o arcebispo Teodosie, líder da ala tradicionalista da Igreja, não aceitou alterar as regras da cerimônia. Faz parte do processo de batismo na Romênia afundar três vezes os bebês.

*Contém informações de Istoé.

Nenhuma postagem para exibir