Reprodução

Suzane von Richthofen, que está frequentando a faculdade de biomedicina em Taubaté, passou a cumprir isolamento na penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo. A medida foi tomada para que se evite o contágio de outros presos por Covid-19, já que agora a mulher tem contato com o mundo externo.

De acordo com o G1, o isolamento de Suzane deve durar até o fim da pandemia, seguindo protocolos da Secretaria da Administração Penitenciária.

Uma das três responsáveis pela morte de Manfred von Richthofen e Marísia von Richthofen, Suzane terá de apresentar à Justiça, semestralmente, um boletim de presença nas aulas. Já o boletim de notas, deve ser apresentado a cada bimestre. A detenta não conseguiu autorização da Justiça para não usar tornozeleira eletrônica para frequentar a faculdade.

Em comunicado enviado ao G1, a Secretaria da Administração Penitenciária informou que todas as presas da penitenciária foram vacinadas com pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19.

Informações: IstoE