Acesse também: THATHIFM    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

THATHI FM – 91,3

RIBEIRÃO PRETO – SP





Nenhum evento encontrado!

Home Blog Parabólica Quo vadis, Brutus?

Quo vadis, Brutus?

A NATUREZA É MESMO PRÓDIGA. 38 municípios da região de Ribeirão Preto foram pesquisados a respeito das eleições tupiniquins. Dois tipos de consultas foram feitos em cada uma das cidades pelos marqueteiros plantonistas: uma qualitativa e outra quantitativa. O resultado surpreende. Apenas 30% dos atuais prefeitos seriam reeleitos. O que significa dizer que 70% dos atuais ‘donos’ do Executivo seriam reprovados no teste de meio de mandato.

PROPOSITALMENTE, OS NOMES não foram divulgados. Nem mesmo se sabe se Ribeirão Preto está mais para lá ou menos para cá. Como não foram devidamente assinadas por seus autores intelectuais ou registradas na Justiça Eleitoral, as pesquisas de opinião pública irão permanecer em silêncio. A fila em busca de algum mínimo vazamento é longa, disputada e recheada por nomes de peso da política regional.

O SILÊNCIO PROVOCATIVO ACABA estimulando as lógicas especulações de sempre. Em alguns territórios, prevalece o de sempre; em outros, desperta a certeza de um turno extra para definir o quem é quem. Única e possível garantia: Ribeirão Preto não finaliza sua tarefa em turno único. Todas as possibilidades foram estudadas e todas, sem exceção, irão exigir participação extra do eleitorado.

NADA DIFERENTE DAS ÚLTIMAS eleições domésticas. O eleitor ribeirão-pretano já está habituado ao ir e voltar às urnas. Neste cenário de poucos nomes e quase nenhuma novidade, restará escolher entre os mesmos – os de quase sempre, seria melhor dizer. Mas isso já faz parte de outra aritmética, uma operação matemática que certamente será feita por marqueteiros e institutos de pesquisa. Para isto, já estão todos a postos.

MISSÃO CUMPRIDA, CARTA À GARCIA

NOS BASTIDORES DO PALÁCIO Rio Branco corre solta a expectativa de que o ainda titular da CODERP – Aurílio Sérgio Costa Caiado – já estaria afivelando malas e se guiando pela bússola para deixar Ribeirão Preto. Só para constar, ele faz parte dos assessores que vieram de distantes plagas para esse governo. O motivo seria simples: o profissional foi contratado para prestar serviços extra CODERP. Já teria cumprido sua missão e chegou a hora de bater asas.

A PRINCIPAL DIRETRIZ ESTÁ literalmente no lixo. Aurílio foi cooptado pelo governo tucano para estudar, elaborar e diagramar o novo edital de licitação de coleta do lixo urbano, já que é um especialista do setor. Duarte Nogueira quer transferir o serviço para os ombros do DAERP. A mesma mão que escolheu letras e palavras para o lixo, já elaborou editais de cata galho e resíduos sólidos. A CODERP, aliás, nem deve sentir a despedida. Há tempos que vem administrada por um diretor interno. Ah, sim, Aurílio já respondeu por processos de coleta do lixo em outras importantes cidades.

José Fernando Chiavenato
Jornalista e escritor