Acesse também: NOVA BRASIL    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

Rádio 79 AM

RIBEIRÃO PRETO – SP





Nenhum evento encontrado!

HomeBlogParabólicaO bobo da corte

O bobo da corte

ANDRÉ RODINI É O BRANCÃO AZEVEDO. Sem o charme e a elegância do velho e querido borracheiro. Digamos que seja, assim, uma cópia deslavada e sem atrativos. Negrão era um sábio popular. Tropeçava no varejo mas sobrevivia – e com sobras – no atacado. Sabia como ‘roubar’ cenas e protagonizar atos hilariantes. Rodini é tosco, um quase mal letrado que enfia os pés pelas mãos. A culpa não é dele. Toda corte que se preze tem reis, príncipes, rainhas e, enfim, nobres de todas as castas. Há também os que são pagos para fazer rir a nobreza e seus asseclas. Rodini está mais próximo destes. Não da nobreza, mas do picadeiro. Imagino de que forma o rei Haroldo V vai receber a nota de desaprovação do Legislativo tupiniquim. Ele é o soberano da Noruega desde 1991.


NÃO EXISTE HUMOR E NENHUMA grandeza quando se age com preconceito, racismo ou coisa que o valha. A Câmara de Ribeirão Preto excedeu-se no direito de ser vulgar e sem perspectiva de absolutamente nada. Foi homofóbica, imatura e preconceituosa. Deu um gigantesco passo em direção às trevas ao condenar um mero comercial de TV – dos Correios da Noruega – que comemorou o cinquentenário da liberação de gêneros. Oslo está muito à frente de nosso tempo. É uma cidade simpática, recheada de museus – o dos vikings, por exemplo, restaurou e exibe ainda um navio do século XI – e de grandes centros de cultura. Recomendo. É um passeio quase que obrigatório para quem tem o cérebro no lugar. E em funcionamento.


A PEÇA PUBLICITÁRIA EM SÍ, NÃO representa muita coisa. Um suave beijo gay entre a figura desgastada de (Papai) Noel e um cidadão comum. Alguém aí no Brasil esqueceu-se de lembrar ao vereador que Papai Noel nem mesmo existe de verdade. É uma figura nem mesmo sequer mitológica. Uma lenda comercial e nada além. Rodini e essa trupe que aprovou a condenação da propaganda estão fora do mundo civilizado. São políticos ultrapassados, inservíveis e sem a menor imaginação do que seja fraternidade e humanismo. Os que apenas assistiram e não tiveram a coragem de erguer as vozes são ainda piores. Escondem-se nas sombras alheias.


ORACK BEITAYEN MORA NA SUÍÇA. É norueguês e fala português com desenvoltura. Jornalista, temos agenda dividida por dois dias em Londres, dentro de duas semanas. Temo reencontrá-lo e ele provocar esse assunto – se é que a nobreza da Noruega vá dar atenção ao fato. Espero que não, até para nos poupar da vergonha. Esse modelo de politicagem e esse perfil de político já não cabem mais no mundo inclusivo. É ranço, é rasteiro. Rodini anda se comportando muito mal, a Câmara não nos dá bons exemplos. Fiquem de olho que o Papai Noel pode não os atender. Crianças levadas não merecem presentes do bom velhinho. De minha parte, o saco encheu.

- Advertisment -
José Fernando Chiavenato
Jornalista e escritor