Acesse também: THATHIFM    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

THATHI FM – 91,3

RIBEIRÃO PRETO – SP





[MEC id="24849"]

Home Opinião Mudança de hábito

Mudança de hábito

A DEPUTADA FEDERAL JOYCE HASSELMAM, PSL, continua sendo analfabeta política. Não é porque foi destronada da liderança dos Bolsonaros ou ainda porque se insurgiu contra um dos pimpolhos do presidente Jair que se transformou, da noite mal dormida para o dia preguiçoso, em um símbolo da resistência ou da inteligência nacional. É tão ou mais retrógada quanto antes. Apenas melhor utilizada pela falsa esquerda.

HASSELMAN É DONA DE UMA ESTUPIDEZ MENTAL acentuada. Lógico que seu novo posicionamento – agora de embate direto com o Governo conservador – não irá transformá-la em celebridade nos meios intelectuais. Mas seu comportamento será fartamente utilizado pelas forças oposicionistas. Muitos irão disfarçar reconhecimento e respeito por ela – atos de mera demagogia e excesso de cinismo.

OS ADORADORES DE BOLSONARO CONTINUARÃO LHE devotando o ódio habitual; ocasionais e falsos frequentadores de uma esquerda que nem mesmo existe, irão lhe paparicar com mesuras e promessas irreais. Não creio que seja ela tão estúpida a ponto de cair na armadilha e deliciar-se com as facilidades de elogios tão ilógicos. Com isso – e por estarmos habitando um país tão decadente da ordem política – ela confessa crimes em praças públicas e nem mesmo sequer é questionada.

QUE HISTÓRIA É ESSA DE ANUNCIAR QUE OS PORÕES do Poder em Brasília, nas antessalas do governo da República, cometem-se crime à luz do dia e sob o conhecimento de quase todos – inclusive ela mesma? Hasselman falou em rede nacional que o presidente Bolsonaro tem produtores de fakes e outros crimes cibernéticos bem ao lado de seu principal gabinete no Planalto. Brasília, obviamente.

OU SEJA, CONFESSOU AO RODA VIDA DA TV CULTURA que sabe e sempre soube de saracoteias, falsidades e crimes exercidos pelo atual governo conservadorista, sob a égide de fakes milicianos. Foi além. Diz que presenciou as ilegalidades e chegou a conhecer parte dos ataques cometidos. Vamos ainda mais adiante. Ela própria mantém uma rede de ataques e fakes com dinheiro público, retirado da cota parlamentar de seu gabinete.

ORA, VAMOS COMBINAR E TENTAR NOS ENTENDER. Isso chama-se prevaricação. Também pode ser denominado por roubo ou desfalque aos cofres públicos. Hasselman é eleita pelo povo, não pode exercer o mandato em interesse próprio, calando-se diante de crimes e apenas falando quando o interesse pessoal lhe interessa. O Brasil – sorte dela – não é um país sério. Não tem uma Justiça séria. E permite distorções absurdas e inadequadas como essa.

José Fernando Chiavenato
Jornalista e escritor