Acesse também: THATHIFM    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

THATHI FM – 91,3

RIBEIRÃO PRETO – SP





[MEC id="24849"]

Home Blog Parabólica Eu já sabia; Moro é comunista

Eu já sabia; Moro é comunista

SÉRGIO MORO É O NOVO ALVO do Palácio do Planalto. O Gabinete do ódio – sob o comando dos pimpolhos Bolsonaro – quer reduzir seus poderes e diminuir sua área de atuação. Jair, o pai, concluiu que ele pode crescer mais do que deveria e, assim, ultrapassa-lo na preferência popular. Bolsonaro não tem governo, exerce um comando tosco e escolhe inimigos circunstanciais em seu minúsculo e arcaico modelo de Poder. É a velha política de sempre. Jair Bolsonaro é formado e letrado nisso.

O AINDA MINISTRO DA JUSTIÇA percebe agora, com clareza, que caiu mesmo no conto do Vigário. Nunca teve – e nem terá ou teria – a tal carta branca que lhe acenaram ainda fora do Governo. Moro é apenas um neófito praticante de um estilo anacrônico e burro de governar. O deslumbramento de ser chamado de Vossa Alteza mexeu-lhe com os nervos cerebrais. Acreditou tanto que se tornou um refém da falsa realeza de Brasília. Deixou de ser um Juiz de baixa categoria e amanheceu Ministro.

VAMOS AO QUE INTERESSA. Jair Bolsonaro não tem nenhum interesse em governar o país. Certamente nem mesmo sabe como isso acontece ou se é mesmo possível. Tem com a família o compromisso de deixá-los bem – ao 01, 02 e 03 – e tentar a reeleição em 2022. Por isso se esforça tanto para encontrar inimigos, nem que que tenha que construí-los ou moldá-los aos seus próprios interesses. Assim foi com Luiz Henrique Mandetta e agora está sendo com Sérgio Moro. A vida pública não perde grande coisa.

TÃO OFENSIVO QUANTO À Democracia, Jair Bolsonaro também representa um grave perigo às Forças Armadas. Muito acima dele, há um generalato que não concorda com grande parte de suas encenações circenses, principalmente quando ele acredita – até ser chamado na chincha – estar falando em nome dos verdes-oliva. Bolsonaro é hoje apenas um presidente da República, sem a grandeza que o cargo representa. Para os oficiais, talvez tenha um peso ainda menor do que as divisas de capitão.

A QUEDA DE SÉRGIO MORO é uma questão de tempo. Apenas começou a ser ensaiada nos bastidores do Planalto. Ele sabe disso – deveria, pelo menos. Ficar e participar dessa encenação é questão de temperamento e caráter. Nenhum ator participa de comédia se não souber provocar risos e gargalhadas. Esse estilo pastelão bolsonariano não é novidade para ninguém. Se não caiu ontem, não cair hoje, Sérgio Moro vai continuar sendo fritado em óleo fervente. Em pouco tempo, já estará sendo acusado de defender ideias marxistas e tentar implantar o comunismo no Brasil.

NÃO SERÁ UM PRIVILÉGIO DELE. Qualquer outro ministro ou coisa que o valha que ganhar notoriedade suficiente para arranhar a popularidade do presidente vai incorrer no mesmo risco. Jair Bolsonaro estará antenado, é reflexo próprio e natural de quem sofre de insegurança. O Brasil está doente, o Governo está insano. Ou onde mais neste Planeta um chefe do Itamarati se levanta para falar do Comunavírus russo/chinês? Alguém ainda tem dúvida que estamos à deriva?

José Fernando Chiavenato
Jornalista e escritor