Acesse também: THATHIFM    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

THATHI FM – 91,3

RIBEIRÃO PRETO – SP





[MEC id="24849"]

Home Blog Parabólica Caça ao voto: começou o circo

Caça ao voto: começou o circo

A VIDA POLÍTICA TEM TRAJETÓRIAS E CONDUTAS bem diferentes de quartéis e casernas. Não há divisas que sustentem tantas mentiras e falsidades. Esqueceram de avisar o major Usai – ex-comandante da PM em Ribeirão Preto – e que usou da força e experiência militar para depurar um antigo partido e torna-lo palatável ao sabor do eleitorado. Quitou dívidas antigas, saneou improbidades e recuperou nomes quase que esquecidos. Tinha a promessa assegurada dos grandes chefes que concorreria nas eleições tupiniquins.

DEPOIS DE TANTO EMPENHO E MUITO TEMPO foi surpreendido pela rasteira desses chefetes que saboreiam o ar condicionado das capitais e mal sabem a cor da poeira das roças caipiras. Major Usai foi usado como massa de manobra. O Avante – esse é nome do partido traíra – aplicou-lhe uma silenciosa e retumbante ‘banana’, puxando-lhe o tapete e dando por encerrada sua breve iniciação na vida política. Mesmo sem farda, major Usai decidiu-se pela rebelião.


JÁ ABRIU NEGOCIAÇÕES COM OUTROS PARTIDOS e corre em busca de um novo porto seguro, onde possa olhar nos olhos e confiar nos novos interlocutores. Primeira parada será com o MDB de Baleia Rossi. Vai expor planos e ouvir propostas. O mesmo barco das especulações promete leva-lo ao PSB de Ricardo Silva. Outras agremiações de menor porte serão consideradas em São Paulo, capital. A embarcação é larga e vem com passageiros que prometem empenho e trabalho.

ENQUANTO ISSO, O TAL DE AVANTE FINCA os pés no Palácio Rio Branco. Deve ter alguns de seus apaniguados estrangeiros publicados no Diário Oficial. Duarte Nogueira vai resgatar a promissória e consagrar a troca: cargos e nomeações em troca do apoio. Simples assim. O Avante – a partir daí – fará parte da extensa e cara coligação em torno da sucessão do atual prefeito. Como se diz em política, não existe almoço de graça. Duarte Nogueira antecipou-se ao mercado franciscano do toma-lá-dá-cá.

AS PAREDES SUBURBANAS DO PODER CONTINUAM cochichando em voz alta. Dizem que o acerto com o Avante não foi isolado. Especula-se à boca larga que o Novo, um partido com cara de velho, também faria parte desse acordão. Depois de arrecadar R$ 2 mil por cada inscrição, o partido decidiu-se – sem mais essa ou aquela – também não concorrer nas eleições desse ano. Isso depois de contratar uma empresa Head Hunter em busca de um salvador da Pátria. Três foram selecionados, nenhum aprovado.

LÓGICO QUE OS REFLEXOS NEGATIVOS SÃO desanimadores e imediatos. A atração de alguns concorrentes a vereador por esses partidos esfarelou-se ao sol do meio-dia. É grande e indisfarçável o sentimento de frustração. Tinham discursos ensaiados. Agora terão de, no mínimo, reinventar-se. Ou buscar novos e imprecisos caminhos. Fato é que existia uma expressiva maioria tentando guardar distância de Duarte Nogueira e do PSDB. Perderam a chance. Mas insistem, não querem estar juntos e misturados.

José Fernando Chiavenato
Jornalista e escritor