Regulamento do Paulistão vai mudar a partir de 2023

Em entrevista exclusiva concedida ao jornalista Jorge Vinícius, no programa Thathi Esportes, da última sexta-feira (18/3), na TV Thathi, de Ribeirão Preto, o presidente do Conselho de Administração do Botafogo Futebol S/A, Adalberto Baptista, informou com exclusividade: o Campeonato Paulista de 2023 vai ter novo regulamento. 

A eterna reclamação dos clubes, jogadores e imprensa finalmente será atendida pela Federação Paulista de Futebol. Na fórmula do Paulistão atual, que já dura há anos, os 12 clubes são divididos em quatro times, com um dos grandes (São Paulo, Palmeiras, Corinthians e Santos) sendo cabeça de chave. Todos se enfrentam em turno único, mas nunca encaram as equipes de suas respectivas chaves.

O detalhe prejudicial para os clubes, principalmente os médios e pequenos, é que para efeito de rebaixamento, os dois piores em número de pontos caem para Série A2 do Paulista. Porém, os melhores colocados não se classificam para as quartas de final. Afinal, pelo regulamento, vale só a pontuação em suas respectivas chaves. 

O Botafogo serve de exemplo da barbaridade do regulamento atual do Paulistão. O Pantera, de Ribeirão Preto, ficou fora das quartas de final com 18 pontos e terceira colocação do Grupo C. O Guarani se classificou no Grupo A, com 14 pontos; o São Bernardo, no Grupo B, com 16 pontos, e o Santo André, no Grupo D, com 15 pontos.

O trio classificado para as quartas de final (Guarani, São Bernardo e Santo André) somou menos pontos que a dupla Botafogo e Mirassol, que pertencia ao Grupo C.

“Vou dar uma notícia em primeira mão. O regulamento atual do Campeonato Paulista era exigência da antiga detentora dos direitos de transmissão (Rede Globo). Ela só pagava valores vultuosos se clubes grandes se enfrentassem nas 12 rodadas e a única fórmula encontrada foi essa´´, explicou Adalberto Baptista, emendando em seguida.

“A fórmula ficou assim ao longo dos anos pelo poder econômico. Mas os novos detentores, já que os direitos da competição foram fatiados, aceitam mudanças e fui convidado pelo presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, junto com o Paulo (gestor do Ituano), para participar das mudanças no regulamento para 2023´´, afirmou.

Confira a íntegra da entrevista de Adalberto Baptista

Adalberto Baptista entende que não tem choradeira em relação ao regulamento de 2022, que foi assinado por todos os clubes e será cumprido, mais uma vez, à risca. Mas festeja que as mudanças acontecerão, já a partir do Paulistão de 2023, e ele estará na Comissão da FPF que estudará a nova fórmula de disputa.

“Assim que acabar o Campeonato Paulista iniciaremos as reuniões para tratar das mudanças de regulamento a partir de 2023´´, avisou Adalberto Baptista.

Nenhuma postagem para exibir