Acesse também: NOVA BRASIL    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

Rádio 79 AM

RIBEIRÃO PRETO – SP





Nenhum evento encontrado!

HomeBlogFutebol CaipiraMesmo sem conseguir o acesso na Série B, Daniel Paulista considera campanha...

Mesmo sem conseguir o acesso na Série B, Daniel Paulista considera campanha do Guarani extremamente satisfatória

Após o empate em 2 a 2 com o Botafogo, no último domingo (28/11), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 38ª e última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Daniel Paulista elogiou a atuação do Bugre, que atuou boa parte da partida com 10 jogadores (Índio foi expulso). O comandante também enalteceu a campanha da equipe no torneio e a considerou extremamente satisfatória.

“O Guarani soube administrar bem o jogo. Também não se expôs muito porque o adversário tinha muita qualidade. Mesmo com um homem a menos por cerca de 60 minutos, jogamos de igual para igual e o resultado foi justo. Saímos valorizando a partida que fizemos, o empenho dos jogadores para fechar a competição. Saio chateado e lamentando a não conquista do acesso, mas com a cabeça erguida que todos fizemos grande trabalho´´, disse.

Daniel Paulista também fez resumo da temporada e do que tira de bom dos meses que está à frente do clube.

“Quando cheguei havia muita cobrança. Precisávamos iniciar bem o campeonato, tinha que ganhar o dérbi, que é campeonato à parte. Fomos melhores com êxito e sempre tivemos margem alta de número de pontos. Depois era necessário ficar em boa colocação para buscar o ranking da CBF e conseguimos. Fizemos o nosso melhor e tenho certeza que deixaremos o Guarani melhor para 2022´´, analisou.

Após o encerramento da Série B do Brasileiro, o elenco do Guarani entra de férias. Em 2022, o Bugre terá três competições garantidas: o Campeonato Paulista, com início em janeiro, a Copa do Brasil e novamente a disputa da Série B.

- Advertisment -
Luiz Ademar
Jornalista formado, iniciei na Ex-Folha Metropolitana (Guarulhos), em 1991, onde me apaixonei pelo ``Futebol Caipira´´. Em 92, fui convidado para trabalhar no Diário Popular (que depois virou Diário de São Paulo) e rodar pelo Interior de São Paulo atrás de matérias especiais. Um festival de grandes histórias. Passagens pelo Lance, Globoesporte.com, Rádios Capital AM e Tropical FM, SporTV/PFC, Grupo Thathi, DAZN e MyCujoo. No jornal Arquibancada, de Curitiba, e no jornal Movimento, de Pirassununga, fui colunista com o ``Futebol Caipira´´