Acesse também: NOVA BRASIL    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

Rádio 79 AM

RIBEIRÃO PRETO – SP





Nenhum evento encontrado!

HomeBlogFutebol CaipiraExperiente meia Camilo troca a Ponte Preta pelo Mirassol no Paulistão 2022

Experiente meia Camilo troca a Ponte Preta pelo Mirassol no Paulistão 2022

O novo reforço do Leão iniciou a carreira no futebol profissional no RS Futebol Clube

Enquanto o técnico Eduardo Baptista segue emprestado ao Remo, que foi rebaixado na Série B do Campeonato Brasileiro, mas virou finalista na Copa Verde, a diretoria do Mirassol, sempre trocando ideais com o treinador que retornará para o Paulistão 2022, anunciou a primeira contratação para a próxima temporada. Trata-se de velho conhecido da torcida: o experiente meia Camilo, que vem para sua terceira passagem pelo Leão da Araraquarense.

Aos 35 anos, Camilo sofreu defendendo a Ponte Preta na última edição da Série B do Campeonato Brasileiro. Tanto dentro de campo, com a Macaca escapando do rebaixamento somente nas últimas rodadas, quanto fora dele, com constantes atrasos salariais e no direito de imagem e pressão e ameaças de parte da torcida uniformizada.

Em busca de mais tranquilidade e de salário em dia, assim que seu contrato venceu na Ponte Preta o jogador se despediu da torcida pelas redes sociais e se mandou de campo. E já foi anunciado pelo Mirassol, que disputará o Paulistão 2022.

O novo reforço do Leão iniciou a carreira no futebol profissional no RS Futebol Clube. E no futebol paulista defendeu vários clubes. O primeiro deles foi o Marília. Depois passou pelo extinto Grêmio Prudente, Santo André, Botafogo e Ponte Preta, além das oportunidades em que vestiu a camisa do Mirassol.

O Leão está no grupo C do Campeonato Paulista de 2022, ao lado de Palmeiras, Ituano e Botafogo. A sua estreia está prevista para o dia 26 de janeiro, em casa, diante do Red Bull Bragantino.

- Advertisment -
Luiz Ademar
Jornalista formado, iniciei na Ex-Folha Metropolitana (Guarulhos), em 1991, onde me apaixonei pelo ``Futebol Caipira´´. Em 92, fui convidado para trabalhar no Diário Popular (que depois virou Diário de São Paulo) e rodar pelo Interior de São Paulo atrás de matérias especiais. Um festival de grandes histórias. Passagens pelo Lance, Globoesporte.com, Rádios Capital AM e Tropical FM, SporTV/PFC, Grupo Thathi, DAZN e MyCujoo. No jornal Arquibancada, de Curitiba, e no jornal Movimento, de Pirassununga, fui colunista com o ``Futebol Caipira´´