Acesse também: NOVA BRASIL    TVTHATHI   DIFUSORAFM   79AM

AO VIVO

Rádio 79 AM

RIBEIRÃO PRETO – SP





Nenhum evento encontrado!

HomeBlogFutebol CaipiraDaniel Paulista admite tristeza com derrota em casa do Guarani e possibilidade...

Daniel Paulista admite tristeza com derrota em casa do Guarani e possibilidade muito difícil de acesso na Série B

Deu tudo errado para o Guarani na 37ª e penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Na segunda-feira (22/11), no estádio Brinco de Ouro lotado, com apoio da torcida, o Bugre perdeu para o Goiás por 2 a 0, e ficou em situação extremamente delicada para correr atrás do acesso na última rodada. O rival subiu, ao lado de Botafogo e Coritiba.

Após a derrota, o técnico Daniel Paulista analisou a atuação do Bugre. Ele reconheceu a tristeza pelo resultado, destacou o apoio do torcedor e disse que o time seguirá fazendo seu melhor diante do campeão Botafogo, no Rio, na última rodada.

“Infelizmente foi uma noite triste. Primeiro quero parabenizar o torcedor, foi fantástica a atmosfera e só temos a agradecer o apoio que veio das arquibancadas em todos os momentos da partida. Estamos chateados com o resultado. A equipe teve bom futebol, mas reconhecemos os dois erros capitais, que deram grande vantagem ao adversário´´, disse.

Na última rodada, o Guarani precisa da vitória, fora de casa, além de combinação de resultados de Avaí, CRB e CSA, que não podem vencer, para conseguir o acesso. A tarefa não é simples, mas o treinador garante que o time não vai esmorecer.

“O baque foi grande, mas isso já aconteceu outras vezes e o Guarani reagiu. Vamos procurar fazer o nosso melhor, como sempre foi feito ao longo de toda a competição. Terminar a competição da melhor maneira possível é o nosso objetivo´´, afirmou.

O elenco bugrino tem reapresentação marcada para esta terça-feira (23), quando inicia a preparação para o duelo com o Botafogo, marcado para domingo (28), às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

- Advertisment -
Luiz Ademar
Jornalista formado, iniciei na Ex-Folha Metropolitana (Guarulhos), em 1991, onde me apaixonei pelo ``Futebol Caipira´´. Em 92, fui convidado para trabalhar no Diário Popular (que depois virou Diário de São Paulo) e rodar pelo Interior de São Paulo atrás de matérias especiais. Um festival de grandes histórias. Passagens pelo Lance, Globoesporte.com, Rádios Capital AM e Tropical FM, SporTV/PFC, Grupo Thathi, DAZN e MyCujoo. No jornal Arquibancada, de Curitiba, e no jornal Movimento, de Pirassununga, fui colunista com o ``Futebol Caipira´´