AO VIVO

THATHI FM – 91,3

RIBEIRÃO PRETO – SP

Home Blog De Ribeirão Preto para o Brasil

De Ribeirão Preto para o Brasil

A representatividade da mulher leva a arte da cidade rumo a novos horizontes

 

Nos últimos anos a cena cultural de Ribeirão Preto vem crescendo, em diversos âmbitos. Os artistas produzem, investem e até se unem para trabalhos com um padrão de qualidade elevado, de nível nacional, e essa evolução já é refletida em reconhecimento e premiações. No ano passado, a banda “Bat Macumba Samba Reggae” lançou o clipe “Filhos da África” numa parceria entre Mandala Filmes e Laba Laba Comunicação. O clipe foi vencedor em 3 categorias do FestClip 2019: melhor música, aclamação popular e melhor clipe nacional! Assista aqui.



Bastidores do clipe “Filhos da África” – foto: Renata Prado

Na direção certa

O trabalho foi dirigido por Ellen Faria, fotógrafa e diretora audiovisual que também assinou a direção do clipe “De Dentro do Ap“, da artista Bia Ferreira. O trabalho foi feito com elenco e produção exclusiva de mulheres e Ellen Faria concorre agora ao prêmio de melhor diretora no WME (Woman’s Music Event) Awards, marcado para o dia 3 de dezembro com transmissão ao vivo do canal TNT. “Eu fiquei muito surpresa com a indicação, estou concorrendo com diretoras que sempre admirei muito, já é uma grande vitória estar em uma premiação tão importante”, ela conta.

Mulheres em foco

A segmentação das mulheres no mercado cresce nos últimos anos e isso tem garantido o fortalecimento da cadeia produtiva da música nacional para as artistas de todas as áreas, desde a música até o audiovisual. Projetos como o WME, como o Mulheres na Música, iniciativa da SÊLA, que é uma aliança trans-feminista que trabalha em favor da mulher no palco e nos bastidores. “É extremamente importante essa visibilidade, o universo audiovisual é muito protagonizado por homens, é preciso esse tipo de ação para mostrar o trabalho das mulheres tanto em premiações e festivais segmentados quanto clipes que falem sobre o assunto, precisamos falar sobre isso para conseguir desconstruir. O audiovisual na verdade aconteceu comigo, então eu quis usar esse “espaço” pra falar sobre assuntos que precisamos pautar,” explica Ellen Faria.

Ellen Faria concorre ao prêmio de melhor diretora no WME – foto: Cami Vinci

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

João Pitombeira
Jornalista em atividade desde 2009 com passagens por BandNews FM, Bandeirantes Am, Rádio Globo Am, CMN/Jovem Pan, Folha de S. Paulo e G1, entre outros trabalhos. Atua também como produtor cultural e músico. Contato:joaopitombeira@gmail.com