Crise financeira coloca em risco reinício das aulas na Fateb Birigui

O município confirma a possibilidade de um repasse emergencial de R$ 100 mil para sanar parte das dívidas que a faculdade acumula, o que depende de autorização da Câmara, que está em recesso.

A Fateb (Faculdade de Tecnologia de Birigui – SP) pode não voltar às aulas no dia 8 de agosto por falta de dinheiro. Em crise financeira, a entidade está em atraso com o pagamento dos funcionários, assim como com a conta de energia elétrica.

Por meio de nota à imprensa, a diretoria da instituição de ensino diz também não ter condições de pagar outros fornecedores, como internet, segurança, sistemas de biblioteca e a manutenção do sistema acadêmico.

Parte da nota informa o seguinte: “Em julho, por exemplo, todos os funcionários (acadêmicos e administrativos) receberam 50% do salário do mês de junho, no dia 14/07. As férias, garantidas por lei, também não foram integralmente pagas, sendo que todos os funcionários receberam somente 1/3 das férias. E o valor a título de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), também não foi recolhido”, informa a nota.

Nas redes sociais, o prefeito Leandro Maffeis (Republicanos) fez uma publicação informando que neste mês a equipe dele realizou três reuniões técnicas, uma das quais ele teria participado presencialmente, para abordar situação financeira da Fateb.

Por ser mantida pela Fundação Municipal de Ensino de Birigui, a Fateb tem direito a dotações orçamentárias pública municipal, com previsão de repasse mensal para custeio de manutenção.

A prefeitura garante que vem repassando dinheiro à faculdade. Em 2021, teria sido repassado mais de R$ 1,6 milhão à entidade Fateb. Nos primeiros sete meses deste ano, teriam sido repassados mais R$ 802 mil, o que comprova que a Prefeitura tem contribuído com a instituição.

O município confirma a possibilidade de um repasse emergencial de R$ 100 mil para sanar parte das dívidas que a faculdade acumula, o que depende de autorização da Câmara, que está em recesso. Segundo o prefeito Leandro Maffeis, outras medidas passam pela busca de mais recursos para serem destinados, bem como soluções para o futuro dos negócios da Fateb.

Nenhuma postagem para exibir