Parque Tecnológico de RP promove transferência de conhecimento em ciência, tecnologia e inovação

Ciência, tecnologia e inovação são fundamentais para o avanço da sociedade; ambiente de inovação existe desde 2014 no interior paulista

Supera Parque - Foto: Divulgação

Ciência, tecnologia e inovação andam de mãos dadas para fazer com que a sociedade evolua de forma sustentável. Não é à toa que, apesar de cortes de verbas públicas destinadas a pesquisa e fomento à inovação, percebe-se um grande crescimento das startups no Brasil.

De acordo com relatório da StartupBase, o Brasil tem 13,4 mil startups registradas, o que coloca o país entre os 10 com maior número de startups. O mapeamento feito pelo Tech Report 2020, com dados da Neoway, corrobora esses dados, mostrando que o Brasil tem 306,4 mil empresas que atuam nos mais diversos segmentos de tecnologia.

Eduardo Cicconi, gerente do Supera Parque Tecnológico de Ribeirão Preto, enfatiza que a ciência, a tecnologia e a inovação nunca foram tão essenciais para as sociedades. “Elas sempre impactaram o mundo e o nosso cotidiano, e mostraram como podem transformar a realidade em situações extremas, como foi o caso da pandemia da Covid-19, trazendo respostas rápidas para a população. É um setor que precisa de investimento constante, seja pelo setor público ou privado”, comenta.

Fomento a ciência, tecnologia e inovação

No interior paulista, o Supera Parque de Ribeirão Preto é um exemplo de como o fomento da ciência, tecnologia e inovação contribuem para uma sociedade melhor. O Parque surgiu do convênio entre a USP, a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo.

“Ao longo desses anos, foram muitos treinamentos, consultorias e assessorias que proporcionamos as empresas para apoiar o seu desenvolvimento. Constantemente promovemos eventos e ações com parceiros da nossa região para o fortalecimento e fomento do nosso ecossistema. A inovação gera valor para empresas e sociedade”, explica Dalton Marques, gerente de desenvolvimento do Parque Tecnológico.

Adriana (à esq) e Carol, da Insitu – Foto: Divulgação

Para Carolina Caliari, Sócia e CEO da startup InSitu uma das incubadas no parqueParque, o Supera tem contribuição importante no desenvolvimento da sua empresa. “Através das mentorias, consultorias e todo o apoio do parque crescemos nossa startup e pudemos participar até de eventos internacionais. Esse apoio e capacitação foram extremamente importantes para conquistarmos prêmios como o Finep Mulheres Inovadoras em 2020, no qual fomos uma das premiadas”, conta.

Outro exemplo da importância do complexo tecnológico no apoio ao desenvolvimento da inovação e do empreendedorismo na região e no país vem das startups Farmacore, Invent Biotecnologia e  MI4U, que são ligadas ao Parque de Inovação e Tecnologia, que realizam pesquisas no Parque e estão no desenvolvimento de vacinas para COVID-19. A partir dos estudos realizados por cada uma das empresas, há possibilidade de uma resposta efetiva para um problema que assolou países de todas as partes do mundo nos últimos dois anos.

Devido ao seu protagonismo, o Supera Parque conquistou premiações relevantes que casam com o seu propósito: A Supera Incubadora é a única brasileira no ranking das 20 melhores incubadoras ligadas a universidades de todo o mundo, de acordo com a UBI Global, responsável pelo Estudo de Referência 2019 – 2020. O Parque também recebeu pela 100 Open Startups o prêmio na categoria TOP 20 Ecossistema e foi eleito pela SciBiz Conference, sob coordenação da USP, como o Melhor Parque Tecnológico do Brasil em 2020.

Impacto Social

O ambiente de inovação também deu uma grande contribuição para agilizar e apoiar a testagem de Covid-19 desde o início da pandemia, se colocando na vanguarda no que diz respeito ao combate da doença em Ribeirão Preto.

Com aproximadamente 144 mil testes realizados, em parceria com empreendedores e com a Secretaria Municipal da Saúde, o Supera Parque encampou o projeto, sem fins lucrativos, Supera Ação, que contribuiu para desafogar a fila de exames de Covid-19, dando ao poder público municipal subsídios importantes para a tomada de decisão de como e onde atuar para a contenção da doença.

Marcos Santos, CEO da startup Onkos, incubada no Supera Parque e um dos idealizadores do projeto, enfatiza que a ação foi importante para a cidade.  “A iniciativa, que não teve fins lucrativos, foi decisiva no combate à pandemia em Ribeirão Preto. Ciência, tecnologia e inovação para o bem de todos”, diz

Supera Parque

O Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, gerido pela Fipase, é resultado de uma parceria entre a Universidade de São Paulo (USP), Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo. Instalado no Campus da USP local, o Parque abriga a Supera Incubadora de Empresas, o Supera Centro de Tecnologia, a associação do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde, o Polo Industrial de Software (PISO), além do Supera Centro de Negócios.

Ao todo, são 93 empresas instaladas no Parque, sendo: 71 delas no Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica; e 22 empreendimentos no Centro de Negócios. O Parque Tecnológico está em expansão com a urbanização de lotes para instalação de empresas e a implantação do Container Park, um novo complexo empresarial. Outras informações sobre o Parque estão disponíveis no site superaparque.com.br.

Nenhuma postagem para exibir