Definidos os integrantes da CPI da Santa Casa de Araçatuba

Inicialmente, a CPI tem 90 dias para concluir os trabalhos e apresentar relatório final ao plenário.

Fachada da Santa Casa de Araçatuba

O presidente da Câmara de Araçatuba (SP), vereador Dr. Alceu (PSDB), nomeou os cinco vereadores para uma CPI. A Comissão Parlamentar de Inquérito vai investigar a aplicação dos recursos financeiros repassados pela Prefeitura para a Santa Casa de Misericórdia da cidade, desde o início da pandemia de Covid-19.

Foram escolhidos para integrar a comissão os vereadores Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM), Coronel Guimarães (PSL), Evandro Molina (PP), Regininha (AVANTE) e Nelsinho Bombeiro (PV). Conforme o Regimento Interno da Câmara, os parlamentares nomeados têm agora cinco dias, contados da data da publicação do ato da presidência, para eleger os três membros titulares e os dois membros suplentes da CPI. Entre os membros titulares, eles também deverão definir o presidente e o relator do grupo.

A CPI da Santa Casa foi instalada na Câmara a pedido do vereador Dunga. O requerimento de criação da comissão, protocolado no dia 31 de agosto e publicado em 03 de setembro, está embasado em cartas anônimas, que denunciam perseguição e opressão a funcionários, desrespeito e descaso com pacientes. O documento também menciona o auxílio financeiro que a Prefeitura destinou à Santa Casa com a ajuda da Câmara, que devolveu parte do duodécimo para a ampliação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Inicialmente, a CPI tem 90 dias para concluir os trabalhos e apresentar relatório final ao plenário. O prazo poderá ser prorrogado, se for necessário.

Nenhuma postagem para exibir