São Paulo tem dia mais mortal da pandemia e Doria deve decretar lockdown no Estado inteiro

Governador não descartou medida; aulas devem permanecer

Governador de São Paulo, João Doria. Foto: Valter Campanato

O governo de São Paulo estuda impor ao Estado inteiro a zona vermelha do Plano São Paulo. A ideia foi sugerida pelo comitê que organiza o combate à pandemia na cidade e deve ser decidida em reunião nesta quarta-feira (3). A implementação deve ser imediata.

Nesta terça-feira (2), o governador João Doria afirmou o estado entrou na pior semana da pandemia desde o começo da crise sanitária e afirmou ainda que não descarta nenhuma medida contra o avanço do coronavírus.

Questionado sobre se ele adotaria o lockdown para evitar maior propagação da doença, o governador diz que não descarta nenhuma medida. “Não se descarta nenhuma medida, desde que elas sejam embasadas pela ciência e pela saúde”, afirmou Doria.

Nesta terça, o Estado registrou o maior número de mortes em um único dia desde o início da pandemia, com 468 novas mortes. No total, foram 60.014 mortes provocadas pela doença.

Medidas insuficientes

O secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, chegou a afirmar, nesta segunda, que via com bom olhos o cancelamento das aulas presenciais. A medida, entretanto, não deve ser adotada pelo governo do Estado.

“Precisamos da colaboração da população. Não adianta abrir mais leitos. Nós estamos expandindo. Estamos fazendo a nossa parte, mas nós temos a limitação, tanto de espaço, mas também de recursos humanos”, afirmou o secretário estadual da Saúde.

Nenhuma postagem para exibir