Ribeirão Preto ganha 43 mil novas placas de rua a partir de janeiro de 2020

Amostras foram apresentadas na tarde desta quinta-feira (12); segundo cronograma, instalação começará por avenidas da região Norte

Prefeitura Duarte Nogueira e vereadores inauguram placa no Palácio do Rio Branco - Foto: Divulgação

Ribeirão Preto irá receber 43 mil novas placas de rua a partir de janeiro de 2020. O serviço foi licitado por pregão eletrônico, com uma economia de aproximadamente 40%. Estimada em R$ 8 milhões, a licitação foi vencida por R$ 4,8 milhões.

Serão instaladas, aproximadamente, 43 mil novas placas, subdivididas em 15.950 conjuntos de identificação de logradouros com duas placas cada, totalizando 31.900 placas com duas faces, afixadas em um poste especial de suporte, e mais 11.100 placas individuais, com uma face, afixadas em postes de iluminação pública, muros e edificações já existentes.

Segundo cronograma da Secretaria de Planejamento, a instalação das novas placas começará no mês de janeiro, pela região Norte, a partir das principais avenidas e seus cruzamentos. Também receberão novas placas o Quadrilátero Central e as regiões Leste, Oeste e Sul, de modo a contemplar todo o território do município.

Formato

As novas placas têm formato trapezoidal, duas cores e texto padrão. Elas serão confeccionadas em chapa de aço galvanizado, com acabamento em pintura eletrostática nas duas faces. As placas do Quadrilátero Central serão na cor preta e, no restante da cidade, na cor azul.

“A carência dessas placas toponímicas é de um simbolismo extraordinário. A ausência dessa sinalização é a flagrante certeza de que a cidade estava totalmente sem rumo, sem saber pra onde ir, sem se localizar em seus pontos de encontro, e se você não sabe sequer onde estão seus pontos de encontro, você jamais vai chegar a qualquer lugar”, disse o prefeito Duarte Nogueira, ressaltando que as placas atuais estão instaladas há mais de 20 anos, sofrendo com as intempéries.